Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 25 de Abril de 2017

  • 04/01/2017
  • 16:53
  • Atualização: 17:14

Michael Keaton revela por que largou os filmes de "Batman"

Ator comentou que roteiro do terceiro longa que faria "nunca foi bom"

Keaton em cena de

Keaton em cena de "Batman" (1989) | Foto: Warner Bros. / Divulgação / CP

  • Comentários
  • AE e Correio do Povo

Michael Keaton revelou a razão por trás da sua saída da franquia do Batman após dois filmes. O ator interpretou o super-herói em "Batman" (1989) e "Batman: O Retorno" (1992), ambos dirigidos por Tim Burton. Quando Joel Schumacher foi contratado para dirigir "Batman Eternamente" (1995), os problemas começaram e o ator decidiu passar o papel para frente ainda na pré-produção.

Em entrevista ao The Hollywood Reporter, Keaton afirmou que o roteiro para o filme "nunca foi bom". "(O roteiro) era uma porcaria. Nunca ficava bom. Não conseguia entender o que ele queria fazer e percebi que estava numa roubada quando ele perguntou: 'Por que tudo tem que ser tão sombrio?'", comentou ele sobre a proposta do diretor de deixar o tom do longa mais leve do que os dois antecessores.

Segundo ele, depois de uma série de reuniões "catastróficas" com Schumacher, o diretor fez questão de chamar outro ator para viver o personagem. Val Kilmer assumiu o papel em "Batman Eternamente" e no filme seguinte de Schumacher, o infame "Batman & Robin", foi a vez de George Clooney.