Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 18 de Novembro de 2017

  • 03/11/2017
  • 15:55
  • Atualização: 17:26

Cineasta alemão Tom Tykwer vai presidir júri do Festival de Cinema de Berlim em 2018

Diretor de "Corra, Lola, Corra" sucederá o holandês Paul Verhoeven

Diretor de

Diretor de "Corra, Lola, Corra" sucederá o holandês Paul Verhoeven | Foto: John MacDougall / AFP / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O alemão Tom Tykwer vai presidir o júri internacional do 68º Festival de Cinema de Berlim, que será realizado entre 15 a 25 de fevereiro de 2018. Diretor de títulos como "Cloud Atlas" e "Corra, Lola, Corra", "é um dos cineastas mais destacados da Alemanha" com nome "consolidado à escala internacional", disse o diretor da Berlinale, como o evento é popularmente conhecido, Dieter Kosslick, em um comunicado oficial. "O seu extraordinário talento e marca comercial inovadores são exibidos em uma variedade de gêneros cinematográficos", completou.

"A Berlinale apoiou desde o início a minha carreira como cineasta. É o meu festival preferido, aquele onde me sinto em casa", afirmou por sua vez o cineasta, citado pela nota. Ele sucede o holandês Paul Verhoeven na presidência do júri. Tykwer, de 52 anos, e seu júri selecionarão o vencedor do cobiçado prêmio Urso de Ouro no evento do próximo ano, que, ao lado de Cannes e Veneza, representa as principais exposições de cinema da Europa.

Tykwer trabalhou como projetista de cinema na capital alemã antes de lançar, em 1998, o inovador "Corra, Lola, Corra". O sucesso desse filme abriu o caminho para sua primeira obra em língua inglesa, "Paraíso", de 2002, com Cate Blanchett como protagonista. Sua adaptação de 2006 do best-seller de Patrick Sueskind "Perfume: The Story of a Murderer", sobre um assassino em série que mata mulheres jovens para capturar seu perfume e o drama de Clive Owen "The International" foram seguidos por dois projetos com Tom Hanks.

Mais recentemente, Tykwer codirigiu 16 episódios de "Babylon Berlim", ambientado na República de Weimar de entreguerras e classificado como a série alemã mais cara de todos os tempos. Após sua estreia na emissora Sky 1, no mês passado, o programa foi vendido para redes de televisão em todo o mundo e estará disponível na Netflix em data ainda não determinada.