Porto Alegre

25ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

  • 01/12/2017
  • 07:26
  • Atualização: 08:43

Disney volta a superar os US$ 5 bi de arrecadação

Bilheterias de "Thor: Ragnarok" e "A Bela e a Fera" contribuíram significavelmente para alcance

Bilheterias de

Bilheterias de "Thor: Ragnarok" e "A Bela e a Fera" contribuíram significavelmente para alcance | Foto: Disney / Divulgação / CP

  • Comentários
  • AFP

O Walt Disney Studios superou, pelo terceiro ano seguido, a barreira dos 5 bilhões de dólares em arrecadação, informou a empresa nesta quinta-feira. O sucesso se deve em grande parte a "Thor: Ragnarok", da sua filial Marvel, a um passo de superar os 800 milhões de dólares em bilheteria mundial. O estúdio - o segundo maior conglomerado do mundo depois da Comcast - decepcionou, contudo, os investidores com os resultados de seu quarto trimestre, abaixo do

esperado. Mas o gigante espera se recuperar com a última estreia do ano, "Star Wars", com sua entrada no universo de streaming para competir com Netflix e Amazon e com as inovações feitas em suas séries para televisão. 

É o terceiro ano seguido em que a Disney supera a barreira dos 5 bilhões de dólares.  No ano passado, todas as suas divisões - Disney, Walt Disney Animation Studios, Pixar Animation Studios, Marvel Studios e Lucasfilm - lançaram filmes, o que permitiu à empresa obter 7 bilhões de dólares na venda de ingressos.  "A Bela e a Fera" contribuiu amplamente para o sucesso de 2017, com uma arrecadação mundial de 1,3 bilhão de dólares, o maior sucesso de bilheteria neste ano.  A Marvel também teve sucesso com "Guardiões da Galáxia Vol. 2" e "Homem-Aranha: De Volta ao Lar", que também superaram os 800 milhões de dólares em nível mundial.

A Pixar também brilha com "Coco", que se aproxima de 180 milhões de dólares em todo o mundo (foi lançado em novembro), depois de embolsar mais de 550 milhões com "Moana" e "Rogue One". Especialistas preveem que "Star Wars: O Último Jedi", o próximo filme da franquia, que vai estrear em 20 de dezembro, superará a marca de 1 bilhão de dólares.