Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

  • 17/10/2017
  • 13:58
  • Atualização: 14:02

Mostra "Eu Vos Abraço, Milhões" celebra trajetória de Moacyr Scliar

Exposição reúne fotografias e documentos sobre diferentes fases da carreira do escritor gaúcho

Registros mostram atuação de Scliar como médico, professor universitário e escritor | Foto: Divulgação / CP

Registros mostram atuação de Scliar como médico, professor universitário e escritor | Foto: Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Explorando as diferentes facetas do escritor Moacyr Scliar, a mostra "Eu Vos Abraço, Milhões" reúne em Porto Alegre fotos que registram a trajetória do gaúcho em sua atuação sanitarista, seja como médico, professor universitário e escritor a partir desta quarta-feira. Com curadoria de Amanda Eltz  Kimberly Terrany, a exposição inaugura às 20h30min, na Sala de Múltiplos Usos, do Centro Histórico-Cultural Santa Casa (Independência, 75). A programação faz parte da celebrações aos 80 anos de Scliar.

O título “Eu Vos Abraço, Milhões” remete à ideia de sonhos aparentemente impossíveis, como “abraçar milhões”, mas que acabam acontecendo através de lutas e ações cotidianas, capazes de transformar vidas. Foi o que Scliar fez também na saúde pública, onde promoveu ações tanto de prevenção epidemio patológica, como de proteção, promoção e restauração sanitária. Todo o seu conhecimento foi passado para diversas gerações também no ambiente acadêmico, onde ele atuou como professor do curso de medicina da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

Para contar toda essa história, a exposição reúne, além das fotos do arquivo pessoal da família Scliar e da própria Santa Casa, conteúdos produzidos especialmente para a mostra, como charges assinadas pela ilustradora Simone Miranda e um minidocumentário com depoimentos de amigos, admiradores e colegas acerca de sua carreira como médico sanitarista e escritor. “Eu Vos Abraço, Milhões” reúne ainda documentos que registram seu trabalho em instituições como o Sanatório Partenon, entre 1961 e 1968.