Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

  • 30/10/2017
  • 07:11
  • Atualização: 07:44

Nova mostra resgata trabalhos de artista gaúcho

Exposição "Scheffel Por Ele Mesmo" é uma das atrações atuais do Margs, até próximo dia 5 de dezembro

Exposição

Exposição "Scheffel Por Ele Mesmo" é uma das atrações atuais do Margs, até o próximo dia 5 de dezembro | Foto: Divulgação / Facebook / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli (Praça da Alfândega, s/n) está exibindo, entre outras atrações, a exposição “Scheffel por Ele Mesmo”, com curadoria de Angelo Reinheimer, que pode ser visitada pelo público em geral até o dia 5 de dezembro.

A mostra “Scheffel por Ele Mesmo” reúne obras da Coleção Família Zelmanowicz, Fundação E. F. Scheffel e acervos privados. Propõe revelar ao público um recorte sobre a obra do artista, talvez um dos mais instigantes de sua produção: a década de 1970, que permanece ainda pouco conhecida. A escolha das obras forma um conjunto estabelecido pelo próprio Scheffel – com texto de sua autoria – em uma exposição por ele sonhada e não realizada em vida.

Ernesto Frederico Scheffel nasceu em 8 de outubro de 1927 em Campo Bom (RS), descendente de imigrantes alemães. Estudou arte em Porto Alegre e no Rio de Janeiro. Também passou um período em Florença (Itália) na década de 60. Retornou ao Brasil em 1974 a convite do município de Novo Hamburgo. A partir de então, começou uma cruzada pela preservação do patrimônio histórico relativo à colonização alemã no Estado.

Retratos também integram a mostra, promovendo uma visão panorâmica sobre a produção artística de Scheffel, a partir da década de 1950 até os anos 2000. Em diálogo com a exposição, o museu apresenta uma coletânea de obras dos professores do artista no Instituto de Belas Artes (atual Instituto de Artes da Ufrgs), do período entre 1941 e 1946. Entre eles, nomes consagrados da pintura gaúcha, como João Fahrion, Ângelo Guido, Benito Castañeda, Maristany de Trias, José Lutzenberger (pai) e Fernando Corona.