Porto Alegre

15ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 30 de Maio de 2017

  • 12/04/2017
  • 13:04
  • Atualização: 13:19

Mostra destaca pluralidade na produção gaúcha entre as décadas de 1940 e 1960

“Uma Possível História da Arte no Rio Grande do Sul: Plural (ismo) no Sul” fica em cartaz no Margs

Escultura de Vasco Prado, chamada

Escultura de Vasco Prado, chamada "Ursa Maior", integra coleção do museu | Foto: Carlos Stein / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Com a proposta de apresentar obras da sua coleção, o Margs (Praça da Alfândega, s/n), em Porto Alegre, abre “Uma Possível História da Arte no Rio Grande do Sul: Plural (ismo) no Sul”, com 16 obras de artistas relevantes para o sistema da arte local, produzidas no século 20. Em destaque a pluralidade na produção gaúcha nas décadas de 1940, 1950 e 1960.

Esse período foi marcado por discussões sobre o Modernismo, lançadas em São Paulo, na emblemática e questionadora Semana de Arte Moderna em 1922; tendo repercussões e desdobramentos no Sul, especialmente no plano das ideias, resultando em confrontos e questionamentos sobre o que é a arte moderna e qual caminho que artistas deveriam seguir. Tendo essa temática, do acervo foram escolhidas obras de João Fahrion, Ado Malagoli, Enio Lippmann, Vasco Prado, Xico Stockinger, Carlos Scliar, Edgar Koetz, Trindade Leal, Antônio Caringi, Paulo Flores, entre outras.

A mostra pode ser conferida até 9 de julho na Galeria Aldo Locatelli, no Margs. A visitação ocorre de terças a domingos, das 10h às 19h, sempre com entrada gratuita.