Porto Alegre

26ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

  • 14/11/2017
  • 17:05
  • Atualização: 17:20

Jacob Weinreich e Anders Rønnow são destaque do feriado na Feira do Livro

Dupla dinamarquesa participa de debate a partir das 18h, no Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo

Eles assinam livros com o nome de A.J. Kazinski | Foto: Divulgação / CP

Eles assinam livros com o nome de A.J. Kazinski | Foto: Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Nesta quarta-feira, feriado de 15 de novembro, o destaque da 63ª Feira do Livro é a dupla da Dinamarca, integrantes da delegação de convidados da região homenageada nesta edição do evento, Jacob Weinreich e Anders Rønnow. Em conjunto, os autores assinam tramas de ritmo dinâmico, tensão crescente e personagens marcantes com o nome de A.J. Kazinski e participam de um debate às 18h no Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo (Andradas, 1223). A atividade tem tradução simultânea.

Antes, às 14h, no mesmo local, o escritor Daniel Munduruku fala sobre literatura e saberes indígenas e identidades ancestrais da atualidade. Formado em Filosofia, com licenciatura em História e Psicologia, integrou o programa de Pós-Graduação em Antropologia Social na USP. Autor de “Histórias de índio, coisas de índio” e “As serpentes que roubaram a noite”, seu livro “Meu avô Apolinário” foi escolhido pela Unesco para receber Menção honrosa no Prêmio Literatura para crianças e Jovens na questão da tolerância.

Os escritores Carol Bensimon e Cristiano Baldi debatem a partir das 15h30min a presença de Porto Alegre na literatura. Isso porque cada pessoa tem uma relação muito particular com a própria cidade e, seja a partir do olhar de um nativo, de um visitante ou de um estranho, são inúmeras as possibilidades de inserir a Capital em obras e de fazer literatura em Porto Alegre. O evento ocorre no Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo.

A artista e educadora Marie Ange Borbas apresenta sua metodologia dialógica de criação de materiais audiovisuais e literários com crianças de comunidades tradicionais brasileiras e zonas de conflito pelo mundo. Baseada na convivência, sua prática enfatiza o cruzamento de linguagens e poéticas para construir processos que valorizam os saberes das crianças. Com mediação de Tania Fortuna, a atividade também ocorre no Centro Cultural CEEE Érico Veríssimo, às 15h30min. Como adaptar uma obra literária para as telas (e vice-versa) mantendo, nas diferentes mídias, o terror que a mesma se propõe? Esse é mote do debate “Terror, Cinema e Literatura”, que ocorre no mesmo local, com Marcos DeBrito, Marcelo Severo e mediação de João Fleck.

Encerrando o dia, a partir das 19h03min, na Tenda de Pasárgada, a Banda Tribo Brasil apresenta o show “O bem das águas” tocando releituras de canções brasileiras, navegando e divagando sobre as belezas dos mares e rios do Brasil. Amores e desamores, perigos e religiosidades em composições de Dorival Caymmi, Paulinho da Viola, Vinicius de Moraes, Caetano Veloso, entre outros nomes da MPB.