Porto Alegre

26ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 23 de Novembro de 2017

  • 07/11/2017
  • 13:55
  • Atualização: 14:19

Ed Westwick, de "Gossip Girl", é acusado de estupro pela atriz Kristina Cohen

Em rede social, ela revelou que foi abusada em 2014

Ator é conhecido por ter vivido o personagem Chuck Bass em

Ator é conhecido por ter vivido o personagem Chuck Bass em "Gossip Girl" | Foto: Hearst Communications / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Em um post no Facebook na madrugada desta terça-feira, a atriz Kristina Cohen acusou Ed Westwick, conhecido por interpretar o personagem Chuck Bass em “Gossip Girl”, de tê-la estuprado. Conforme relatado, o caso aconteceu em 2014, quando ela namorava um produtor amigo do artista. Numa noite, eles foram para a casa do ator, que sugeriu que todos eles “deveriam fazer sexo”. Desconfortável, ela quis ir embora, mas mas o produtor insistiu que ficassem para o jantar.

Quando abacaram, era muito tarde e "Ed sugeriu que eu cochilasse no quarto de hóspedes". "O produtor disse que ficaríamos mais 20 minutos e poderíamos ir embora. Eu fui para o quarto, deitei, acabei cochilando e acordei abruptamente com Ed em cima de mim e colocando seus dedos dentro do meu corpo. Eu pedi para ele parar, mas ele era forte. Lutei contra ele o máximo que eu pude (...). Ele me segurou e me estuprou”, escreveu.

"Foi um pesadelo e os dias seguintes não foram melhores. O produtor disse que a culpa foi minha, que eu participei por vontade própria. Ele me dizia que eu não podia falar nada, porque Ed iria atrás de mim, me destruiria e eu poderia esquecer minha carreira de atriz", contou Kristina. "Eu sinto nojo de ver homens como Ed respeitados publicamente. Entrevistado por lugares renomados como a Oxford Union Society na Universidade de Oxford, quando ele foi nomeado como uma 'pessoa modelo para o mundo'. Como isso termina? Ed usando a fama e o poder para estuprar e intimidar, mas continuam por aí, conquistando elogios".

Kristina comentou que "foi um período obscuro na minha vida". "Minha mãe estava morrendo por causa de um câncer e eu não tinha tempo e condições de processar o que aconteceu comigo. Eu enterrei a minha dor e culpa para receber a devastação que veio com a morte da minha mãe, três meses depois", disse. A atriz finaliza o texto afirmando que quer encorajar outras mulheres e homens que passaram por situações parecidas a denunciar seus abusadores. Ela também comenta que resolveu contar sua história inspirada pelos relatos de pessoas vitimadas por importantes nomes de Hollywood como Harvey Weinstein e Kevin Spacey.