Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

  • 08/11/2017
  • 07:42
  • Atualização: 09:16

Polícia de Los Angeles investiga denúncia de estupro contra ator Ed Westwick

Ator negou acusações, que conforme vítima, ocorreu na casa dele

Polícia de Los Angeles investiga denúncia de estupro contra ator Ed Westwick | Foto: Divulgação / Instagram / CP

Polícia de Los Angeles investiga denúncia de estupro contra ator Ed Westwick | Foto: Divulgação / Instagram / CP

  • Comentários
  • AFP

A polícia de Los Angeles informou nesta terça-feira que investiga uma denúncia de estupro contra o ator britânico Ed Westwick, famoso por seu papel na série "Gossip Girl". O oficial Drake Madison disse à AFP que a também atriz Kristina Cohen o denunciou durante a tarde e que "há uma investigação aberta", sem dar mais detalhes. O ator de 30 anos reagiu no Twitter: "não conheço esta mulher, jamais forcei qualquer mulher. Nunca estuprei ninguém".

Cohen afirma que o estupro ocorreu há três anos, na casa de Westwick, onde foi acompanhada de seu namorado, que não identificou. "Queria partir em um dado momento que Ed disse: 'deveríamos todos fazer sexo'", revelou a atriz. "Ed insistiu em que ficássemos para comer, e respondi que estava cansada e queria partir", mas o ator insistiu. Após a refeição, Cohen foi convencida a descansar no quarto dos convidados e "quando estava cochilando acordei repentinamente com Ed sobre mim, com seus dedos entrando no meu corpo". "Pedi que parasse, mas era forte, tentei mas ele segurou minhas mãos e me sacudiu, dizendo que queria me foder. Fiquei paralisada, aterrorizada, não podia falar, me mover, e ele me estuprou".

Cohen, que teve papéis menores em séries como "Californication" e "The Middle", disse que seu namorado a culpou pelo incidente e a advertiu que se dissesse algo sua carreira estaria destruída.

Westwick é o último envolvido na onda de denúncias que sacode Hollywood após o caso do produtor Harvey Weinstein, acusado de estupro ou assédio sexual por dezenas de mulheres.