Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

  • 10/11/2017
  • 08:25
  • Atualização: 09:10

Promotoria de Los Angeles cria equipe especial para escândalos sexuais

Onda de denúncias de abusos vieram a tona depois de caso Harvey Weinstein

Dezenas de denúncias envolvendo Harvey Weinstein e diretor James Toback vieram à tona | Foto: DSK / AFP / CP

Dezenas de denúncias envolvendo Harvey Weinstein e diretor James Toback vieram à tona | Foto: DSK / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

A promotora de Los Angeles Jackie Lacey anunciou nesta quinta-feira a criação de uma célula especial para analisar as numerosas denúncias de abuso sexual contra celebridades de Hollywood. Lacey explicou que até o momento não recebeu qualquer denúncia passível de ser levada à Justiça. "Estamos em contato com os departamentos de polícia de Los Angeles e Beverly Hills", que abriram diversas investigações, incluindo contra o produtor Harvey Weinstein, o diretor James Toback e o ator Ed Westwick.

A imprensa americana informou nesta terça-feira que o promotor do distrito de Manhattan está preparando uma denúncia contra Weinstein com base na acusação feita pela atriz Paz de la Huerta. No início de outubro, o jornal The New York Times e a revista New Yorker revelaram as primeiras acusações contra Weinstein, que se multiplicaram e hoje envolvem dezenas de supostas vítimas.

O caso deflagrou uma onda de denúncias na indústria cinematográfica e atingiu o ator Kevin Spacey, acusado de múltiplos assédios contra homens jovens; o produtor Brett Ratner; o ator Steven Seagal; o agente David Guillod; o ator e comediante Louis C.K. e o ex-presidente dos estúdios Amazon Roy Price.