Porto Alegre

22ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Março de 2017

  • 10/03/2017
  • 15:41
  • Atualização: 15:57

O.J. Simpson pode ser libertado e estrelar um reality show na TV

Ex-jogador está preso desde 2007 por sequestro e assalto à mão armada

O.J. Simpson pode ser libertado e estrelar um reality show na TV | Foto: Reprodução / TMZ / CP

O.J. Simpson pode ser libertado e estrelar um reality show na TV | Foto: Reprodução / TMZ / CP

  • Comentários
  • AE

O ex-jogador de futebol americano e também ator O.J. Simpson pode ser libertado da prisão até o mês de outubro, informa o site de celebridades TMZ. De acordo com a publicação, que entrou em contato com vários produtores de televisão, já existem alguns interessados em oferecer um reality show a Simpson, que pode ser em formato documentário ou um programa de entrevistas.

Nenhuma das pessoas contatadas pelo TMZ quis se identificar. Algumas, porém, esboçaram repulsa a trabalhar com O.J. Para os produtores que querem assinar com Simpson, outra dificuldade pode ser encontrar um canal de televisão, aberto ou pago, para exibir o possível programa. 

Simpson está na cadeia condenado por sequestro e assalto à mão armada. Em 2007, ele teria invadido, junto com outros homens, um hotel-cassino em Las Vegas e rendido duas pessoas. Apesar de ter sido preso por este crime, O.J. Simpson é conhecido por outro, o assassinato, em 1994, da sua ex-esposa, Nicole Brown, e do suposto namorado dela na época, Ronald Goldman. O julgamento do crime foi o mais midiático de todos os tempos nos Estados Unidos e, ao final, Simpson acabou inocentado.

Antes de ser preso, em 2007, o ex-esportista já havia gravado um programa especial para a TV chamado “Eu Fiz“, em que O.J. supostamente confessaria ter matado Nicole e Ronald Goldman, que foi descartado pela FOX e nunca foi ao ar. Segundo o TMZ, a maioria dos produtores interessados em trabalhar novamente com O.J. na TV quer recriar este especial.

O caso dos assassinatos recentemente voltou à popularidade com a série de sucesso The People vs. O.J. Simpson: American Crime Story e pelo filme O.J.: Made in America, que venceu o Oscar 2017 de melhor documentário.