Porto Alegre

26ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 28 de Março de 2017

  • 15/03/2017
  • 17:51
  • Atualização: 18:10

Emma Watson entrará com processo por fotos roubadas e publicadas na internet

Atriz instruiu advogados a não comentarem o caso

Emma Watson entrará com processo por fotos roubadas e publicadas na internet | Foto: Angela Weiss / AFP / CP

Emma Watson entrará com processo por fotos roubadas e publicadas na internet | Foto: Angela Weiss / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

A estrela de "A Bela e a Fera", Emma Watson, vai entrar com um processo por terem roubado e publicado na internet uma dúzia de fotos em que está experimentando roupas, disse seu assessor nesta quarta-feira. "Não são fotos nuas", explicou o porta-voz da atriz britânica de 26 anos, que indicou que as imagens são de "dois anos atrás". "Já avisamos os advogados e não faremos mais comentários a respeito", acrescentou.

Repórteres assinalaram que as fotos foram compartilhadas na "deep web", uma área criptografada da internet que apenas pessoas com conhecimento específico conseguem acessar. O incidente segue a polêmica da sessão de fotos que Watson fez para a edição de março da revista Vanity Fair, em que mostrou parcialmente seus seios, despertando críticas por, supostamente, afetarem sua imagem de feminista e embaixadora da boa vontade da ONU. A inglesa deu uma resposta imediata, afirmando que "o feminismo não é uma vara para bater nas outras mulheres", mas uma ferramenta para lhes dar escolhas. 

A intérprete de Hermione Granger em "Harry Potter" já havia sido ameaçada em 2014 pela polêmica página 4Chan - um tipo de blog de difícil acesso que publica fotografias pornográficas - de que divulgaria fotos suas nua, após ter feito um discurso sobre igualdade de gênero. Elas nunca foram reveladas. "Sabia que era mentira, sabia que as fotos não existiam. Assim que comecei a falar sobre os direitos da mulher, recebi ameaças", disse em um evento do Facebook um ano depois. Um homem de 29 anos foi condenado a nove meses de prisão em fevereiro por hackear contas de celebridades no iCloud, da Apple, e por roubar informações particulares, incluindo vídeos e fotos íntimas.

Diversas fotos de Rihanna, Jennifer Lawrence, Kate Upton e Kirsten Dunst, entre outras famosas, foram publicadas em 2014. A Apple reconheceu ter sofrido um ciberataque, mas negou que a causa fosse um erro em seu sistema. "Pior do que ter a privacidade das mulheres violada nas redes sociais é ler comentários que mostram tanta falta de empatia", tuitou Emma Watson.