Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 19 de Setembro de 2017

  • 16/08/2017
  • 14:46
  • Atualização: 15:04

Schwarzenegger doa 100 mil dólares para ONG de combate ao antissemitismo

Ator disse que ficou horrorizado ao ver as imagens de neonazistas em Chatlottesville

"Não existe uma América branca", escreveu o ex-governador da Califórnia | Foto: Richard Shotwell / AFP / CP

  • Comentários
  • AE

O ator e ex-governador do Estado da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, anunciou a doação de 100 mil dólares, aproximadamente R$ 320 mil, para o Simon Wiesenthal Center, ONG que leva o nome do histórico caçador de nazistas e hoje faz trabalho para combater o antissemitismo e manter a história do Holocausto viva. A doação vem na esteira dos protestos supremacistas de Charlottesville do último final de semana, que causaram uma morte e deixaram ao menos 19 feridos.

"Eu fiquei horrorizado ao ver as imagens de neonazistas e supremacistas brancos marchando em Chatlottesville e de coração partido porque um ato de terrorismo tirou uma vida inocente", disse o ator em post no Facebook. "Minha mensagem para eles é a seguinte: vocês não vencerão. Nossas vozes são mais fortes e numerosas. Não existe uma América branca, só os Estados Unidos da América. Vocês não nasceram com esse ódio todo - vocês podem mudar, crescer e evoluir, e eu sugiro que vocês comecem imediatamente", continuou.

"Hoje eu doei 100 mil dólares para uma organização contra o ódio racial com a qual eu trabalho há décadas - o Simon Wiesenthal Center, nomeado em homenagem ao grande caçador de nazistas que eu tive a chance de chamar de amigo", falou. "Meu desejo é que todos vocês contribuam para suas organizações contra o ódio locais de qualquer jeito que puderem. Juntos nós somos maiores que o ódio que nós vimos no final de semana", concluiu.

O rabino Marvin Hier, fundador e diretor da ONG, agradeceu a contribuição de Schwarzenegger. "Arnold é um apoiador nosso há anos, mas fiquei sensibilizado pela demonstração de liderança dele nesse fim de semana quando conclamou a todos para se unirem contra o ódio", disse em comunicado no site da organização. "Nunca estivemos mais orgulhosos de sua liderança do que quando vimos seu tweet na noite passada desafiando todos a fazerem mais na luta contra o ódio", finalizou.


TAGS » Gente, Variedades