Porto Alegre

26ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 17 de Dezembro de 2017

  • 05/10/2017
  • 07:38
  • Atualização: 07:46

Programação da Jornada de Literatura encanta público em Passo Fundo

Show especial nesta quinta-feira marcará evento na grande lona Suassuna

Programação da Jornada de Literatura encanta público em Passo Fundo  | Foto: Alina Souza

Programação da Jornada de Literatura encanta público em Passo Fundo | Foto: Alina Souza

  • Comentários
  • Maria José Vasconcelos

A proposta de jornalizar Passo Fundo se concretiza, a cada dia desta semana, com a variada programação da 16ª Jornada e da 8ª Jornadinha Nacional de Literatura, que mobilizaram cerca de 22 mil inscritos, entre adultos, crianças e jovens da região, além da participação indireta de centenas pessoas, por meio de atividades paralelas e distribuídas pela cidade.

No Campus I da Universidade de Passo Fundo (UPF), que promove a Jornada, juntamente com a Prefeitura, o Espaço Suassuna acolhe o espetáculo principal e é também o palco das conferências da noite, que, nessa quarta-feira, tratou dos autores homenageados desta edição, com o tema “Centauro, pedra, rosa e estrela: Scliar, Suassuna, Drummond, Clarice”, contando com a análise de Bráulio Tavares, Cíntia Moscovich, Nádia Gotlib e Ricardo Silvestrin. Nesta quinta, às 18h, na grande lona Suassuna, haverá apresentação do show especial da Jornada, aberta à comunidade. As vagas são limitadas (até a lotação) e o público poderá acessar o local a partir das 17h30min. O espetáculo “Jornada de livros e sonhos”, da Cia da Cidade, encanta os participantes, numa movimentada performance, que envolve literatura, teatro, circo, dança e música.

Na Jornadinha, o encanto da cultura agita o público infanto-juvenil, não apenas na programação oficial, mas também nas atividades paralelas. Na livraria, fascinado em meio a histórias, Felipe, 9 anos, do 3º ano na Escola Municipal Olavo Bilac, em Passo Fundo, buscava, insistentemente, junto a colegas, R$ 1 que faltava para poder comprar o livro que ele tanto queria. Conseguiu e saiu para a sessão de autógrafos garantindo que ia ler muitas vezes a obra. “Eu leio e volto, para ver melhor as figuras. E ainda leio outras vezes, quando gosto muito do livro. Não tenho preguiça”, explicou.

As alunas do 5º ano Jéssica, 11, e Cássia, 10, da Escola Municipal São Paulo, em Santo Antônio do Planalto, não tinham dúvida de que valeu demais a pena ter percorrido mais de uma hora de viagem para chegar à Jornadinha, onde disseram ver um show espetacular e conseguir “o primeiro autógrafo da vida”. O público adulto também tem a oportunidade de extrapolar os espaços do campus, com esta edição da Jornada que se expande pela cidade em eventos gratuitos.