Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

  • 25/10/2017
  • 13:27
  • Atualização: 12:30

Feira do Livro apresenta programação com foco na diversidade

Evento que ocorre entre 1º e 19 de novembro terá centenas de atividades

Estruturas da Feira do Livro já estão sendo montadas na Praça da Alfândega | Foto: Júlia Endress / Especial / CP

Estruturas da Feira do Livro já estão sendo montadas na Praça da Alfândega | Foto: Júlia Endress / Especial / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Distribuída em 7 mil m², a 63ª Feira do Livro de Porto Alegre propõe que “tempo pra ler, todo mundo tem”. De 1º a 19 de novembro, o evento literário, que segue sendo o maior a céu aberto da América Latina, promoverá mais de 350 atividades para adultos e pelo menos outras 500 destinadas ao público infantil e juvenil, todas com entrada gratuita.

Um dos pilares da programação, apresentada oficialmente na manhã desta quarta-feira durante uma coletiva de imprensa, é a diversidade étnica, geográfica, etária e social. Durante os 19 dias de evento, a proposta é que a Praça da Alfândega se transforme em um ponto de convergência de culturas e pessoas em busca de novas perspectivas. Para tanto, escritores, ilustradores e artistas de diferentes lugares foram convidados para mostrarem suas obras e celebrarem a variedade natural da vida humana.

A marca da diversidade foi celebrada pelo presidente da Câmara Rio-Grandense do Livro, Marco Cena. “A diversidade é enorme porque precisamos estar atualizados. E a feira também tem como norma colocar em discussão na Praça assuntos de ponta e assuntos que estão sendo discutidos na sociedade”, falou. “Esse ano vem nos lembrar que nós somos tão iguais que somos diferentes e que temos esse tempo para nós e tempo para crescer; tenho certeza que isso ficará muito notável na Praça”, completou, depois que agradecer aos apoiadores do evento.

A Coordenadora da programação adulta, Jussara Rodrigues, explicou que as atividades foram organizadas tendo como meta a integração pelo debate e a compreensão pelas palavras. “Esse ano foi um ano curioso e ouvimos algumas palavras à exaustão: diversidade, inclusão, tolerância, intolerância, empatia, política e corrupção (muitas vezes as duas juntas), gêneros, bullying, feminino, feminismo, sororidade e história brasileira. Essas palavras foram bastante repetidas e tudo isso foi elaborado, pensando e transformado em livro. E sendo transformado em livro, está na Praça, está na Feira”, declarou.

Dentre os destaques da área adulta estão Amyr Klink, Conceição Evaristo, Djamila Ribeiro, Luiz Felipe Pondé, Mia Couto e Monja Coen. Ao todo, serão 746 sessões de autógrafos, reunindo 1410 autores. Nobel de Literatura em 1986, o nigeriano Wole Soyinka é tema de programação especial no último final de semana do evento, quando participará de uma conferência e autografará “O Leão e a Joia” no Theatro São Pedro. A visita do autor é resultado de uma parceria entre a Câmara Rio-Grandense do Livro e a 11ª Bienal do Mercosul, que acontecerá em 2018 com a temática "O Triângulo do Atlântico" e já está promovendo iniciativas que abordam o encontro entre África, América e Europa.

Dos países nórdicos, região homenageada desta edição, marcarão presença o quadrinista Kim W. Andersson (Suécia); o autor de livros da série “Millenium” David Lagercrantz (Suécia); a autora de livros infantis Pernilla Stalfelt (Suécia); a brasileira adotada por família escandinava Christina Rickardsson (Suécia); o romancista Aki Ollikainen (Finlândia); o romancista Dag Solstad (Noruega); os autores que assinam sob o pseudônimo de A. J. Kazinski, Anders Rønnow Klarlund e Jacob Weinreich (Dinamarca); a psicoterapeuta Iben Sandahl (Dinamarca); o poeta e romancista Einar Már Gudmundsson (Islândia), o poeta e crítico literário faroês Carl Jóhan Jensen (Ilhas Faroé, Dinamarca) e o pesquisador sobre religião e sexualidade Dag Øistein Endsjø (Noruega).

Já a programação infantil e juvenil reunirá 93 autores, entre eles Otávio Jr., Rogério Andrade Barbosa, Manuel Filho, Rosana Rios, Daniel Mundururku, Ieda de Oliveira, Selma Maria, Heloisa Prieto e Fabio Monteiro. A coordenadora Sônia Zanchetta destacou que área está dentro da Praça da Alfândega e não mais no outro lado da Siqueira Campos. Com atividades voltadas à crianças desde bebês, com a Bebeteca, este público poderá desfrutar, por exemplo, do Espaço do Conhecimento Petrobras, com foco nas novas tecnologias. Fazendo relação ao tema da edição, Sônia ainda ressaltou que o público infantil e juvenil "está sim mais online, mas também se torna leitor quando o ambiente foi criado e pensado para eles, com um acervo que chama a atenção deles e depois eles passam a ler outras coisas". 

As tradicionais oficinais da Feira do Livro começam a receber inscrições nesta quarta-feira. São oferecidas atividades como Criação Literária, no dia 10/11, Restauro de Livro e Arte, dia 14/11, e a oficina Reescrevendo-me, dia 07/11, com a patrona Valesca de Assis. As inscrições são feitas pelo e-mail oficinas@camaradolivro.com.br ou presencialmente, das 14h às 18h no 1ª andar do Memorial do Rio Grande do Sul (Rua Sete de Setembro, 1020 – Centro Histórico, Porto Alegre/RS) a partir de quarta-feira. A lista completa de oficinas pode ser conferida no site

Neste ano, a Feira do Livro também contará com 91 bancas de vendas de livros na Área Geral, 13 na Área Infantil e Juvenil e seis na Área Internacional, que ficará no primeiro andar do Memorial do Rio Grande do Sul. As bancas da área infantil e juventil ficarão abertas das 9h30min às 20h30min e a programação será realizada das 9h às 20h30min. As áreas geral e internacional poderão ser visitadas das 12h30min às 20h30min de domingos a sexta, e das 10h às 20h30min aos sábados.