Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

  • 05/11/2017
  • 12:39
  • Atualização: 12:44

Airton Ortiz estreia na literatura infantil e relança livros da coleção Jornalismo de Aventura

Autor autografa as obras na Feira do Livro 2017

Ortiz estreia na literatura infantil com

Ortiz estreia na literatura infantil com "O Guardião da Chave Dourada" | Foto: Mauro Schaefer

  • Comentários
  • Adriana Androvandi

O escritor gaúcho Airton Ortiz, autor de mais de 20 livros, estreia na literatura infantil. Ele autografa neste domingo, às 18h30min, na Praça da Alfândega, seu novo livro, “O Guardião da Chave Dourada” (editora Metamorfose). A história começa no Himalaia e termina em Porto Alegre. A primeira vez que esta narrativa foi contada foi oralmente na própria Feira do Livro, quando Ortiz assumiu como patrono do evento em 2014. Um viajante ganha uma chave dourada que só poderá ser aberta em um portal que lhe dará acesso a outras dimensões. Após muitas aventuras e palavras mágicas, se descobre que o portal é a própria Feira, a partir de onde se pode “viajar” para o passado e para o futuro através dos livros.

O autor usa como estratégia fazer os pequenos leitores descobrirem quem está narrando a história, sem menosprezar sua capacidade. “O universo de conhecimento das crianças se ampliou muito. Elas são muito espertas e hoje em dia estão tão bem informadas quanto os adultos através da tecnologia”, analisou. Por isso, Ortiz fugiu de um livro em que descesse a um nível muito ingênuo por acreditar que desta forma não instigaria o interesse dos pequenos. Ele preferiu criar uma espécie de desafio em que o leitor tem de descobrir quem está contando a história. E Ortiz completa: “Antes de lançar o livro conversei com alguns garotos. Perguntei para um deles: você sabe o que é um portal? Um me disse: claro, eu tenho diversos jogos no meu celular em que se passa por portais”.

As ilustrações são de Paula Lix, gaúcha que morou por sete anos na Itália, onde estudou na Academia di Belle Arti de Florença. Também fez um master em ilustração para o mercado editorial. Este é seu primeiro livro ilustrado.

Além do livro infantil, Ortiz também relança livros anteriores da sua coleção Jornalismo de Aventura. Originalmente publicada na coleção Viagens Radicais, da editora Record, os títulos chegam agora em versão atualizada e ampliada pela Benvirá. Neste segmento, dois títulos ganharão autógrafos na Praça: “Pelos Caminhos do Tibete” e “Havana Pós-Fidel”. No primeiro, ele conta como foi percorrer o território atualmente ocupado pela China. No segundo, o livro de crônicas sobre sua viagem a Cuba há 10 anos ganhou atualização após ele ter retornado ao país no ano passado.

Ortiz estava lá em novembro de 2016, quando Fidel Castro morreu, o que lhe permitiu ver in loco o momento histórico. Desta forma, ele colocou no livro as mudanças que presenciou, que vão desde as econômicas como sociais. Entre elas, ele cita o uso do cartão de crédito (inexistente há dez anos) e o aumento de empreendimentos comerciais, que estão aquecendo a economia local. O escritor fará uma palestra sobre estas experiências quarta-feira, às 16h30min, no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo. E, no mesmo dia, às 18h30min, será a sessão de autógrafos na praça.

Confira entrevista com Airton Ortiz: