Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

  • 01/12/2017
  • 16:03
  • Atualização: 16:54

Gabriel O Pensador faz show em Porto Alegre neste domingo

Artista mescla novas faixas com canções consagradas em apresentação no bar Opinião

Pioneiro do movimento hip hop no Brasil, músico também conta com uma trajetória de sucesso na literatura e no ativismo social | Foto: Luringa / Divulgação / CP

Pioneiro do movimento hip hop no Brasil, músico também conta com uma trajetória de sucesso na literatura e no ativismo social | Foto: Luringa / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Gabriel O Pensador, conhecido por suas letras carregadas de críticas políticas e sociais no país, se apresenta neste domingo em Porto Alegre, dando continuidade à longa turnê do álbum “Sem Crise”, que chegou às lojas em 2012. O artista sobe ao palco do Opinião (José do Patrocínio, 834) a partir das 21h para mostrar algumas das suas faixas mais recentes, como “Linhas Tortas", "Tô Feliz (Matei o Presidente) 2" e os clássicos dos seus 25 anos de carreira. Os ingressos custam entre R$ 100 e R$ 160 e podem ser adquiridos pelo site. O angolano Kanhanga SportRap irá fazer o show de abertura, com performance de suas com temática esportiva que explodiram na web e caíram no gosto do público, como “Rap do Messi” e “Paul Pogba”.

Pioneiro do movimento hip hop no Brasil, também com uma trajetória de sucesso no mundo da literatura e do ativismo social, Gabriel O Pensador ainda vai prestar uma homenagem a Jorge Ben Jor, com a sua versão de “Surfista Solitário”, e relembrar o público gaúcho daqueles hits que muito tocaram na rádio e viraram febre na programação televisiva nos anos 90, como “2345meia78”, “Cachimbo da Paz” e “Até Quando”. Ele iniciou a sua trajetória em 1992, ao lançar uma fita K7 com a música “Tô Feliz (Matei o Presidente)”. Por causa do engajamento político e social dessa faixa, o cantor rapidamente se tornou um grande sucesso nas rádios do Brasil, num momento em que o país passava pelo processo de impeachment de Collor.

Ao longo dos últimos 25 anos, o artista gravou outros sete discos e viu a sua música atingir uma infinidade de pessoas, em todo o mundo. Depois do autointitulado “Gabriel o Pensador”, o cantor colocou nas lojas o álbum “Ainda É só o Começo”, em 1995, e o clássico “Quebra-Cabeça”, em 1997. Os dois trabalhos, lançados simultaneamente em Portugal e também no mercado norte-americano, venderam mais de um milhão de cópias cada e deixaram o rapper ainda mais em evidência por aqui. O sucesso se manteve com “Nádegas a Declarar”, de 1999; “Seja Você Mesmo (Mas Não Seja Sempre o Mesmo)”, lançado em 2001; e com o seu último trabalho distribuído pela Sony, “Cavaleiro Andante”, de 2005.

Além dos livros e da música, Gabriel O Pensador também é reconhecidamente um ativista social, a frente de projetos como o Pensador Futebol, que investe em jovens jogadores que querem se tornar profissionais do esporte. Ao lado do ex-craque português Luís Figo e do técnico Luiz Felipe Scolari, o cantor comanda também o Dream Football, uma rede virtual que dá oportunidades para que talentos vindos da várzea e das periferias possam ganhar visibilidade para serem contratados por times do exterior. Já o projeto Pensando Junto, igualmente idealizado pelo rapper, atende crianças carentes da favela da Rocinha.