Porto Alegre

13ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 23 de Junho de 2017

  • 19/04/2017
  • 16:49
  • Atualização: 17:49

Herdeiros de Prince entram na justiça contra lançamento de álbum póstumo

"Deliverance" deve chegar às lojas nesta sexta, quando a morte do cantor completa um ano

EP é composto por seis faixas inéditas | Foto: Divulgação / CP

EP é composto por seis faixas inéditas | Foto: Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Um álbum com seis canções inéditas de Prince agendado para ser lançado nesta sexta-feira, quando se completa um ano da morte do artista, pode não sair devido a uma ação civil movida pelos herdeiros do cantor. Os administradores do espólio do músico pediram num tribunal de Minnesota uma injunção contra o lançamento do EP "Deliverance", que marcaria o início de uma série de lançamentos póstumos saídos de um arquivo de materiais descartados ou nunca finalizados. As informaçãos são da revista Rolling Stone.

Os documentos apresentados à corte alegam violação contratual, roubo e apropriação indevida das músicas por parte do engenheiro de som Ian Boxill. Ele passou o último ano finalizando, arranjando e mixando as faixas que integram o trabalho e foram gravadas pelo intérprete de "Purple Rain" entre 2006 e 2008, época em que atuou como artista independente em protesto contra a indústria. Por conta disso, Boxill defendeu em um comunicado a liberação do trabalho. "Prince me disse uma vez que ia para a cama toda noite pensando em maneiras de driblar os grandes selos e levar sua música diretamente ao público", afirmou em uma nota divulgada pela gravadora Rogue Music Alliance (RMA).

Entretanto, os beneficiários da herança do músico acusam o engenheiro de som de se recusar a devolver as gravações originais a eles, afirmando que Prince havia assinado um contrato que dizia que todas as faixas eram de propriedade do cantor. A família diz que a RMA está tentando explorar o trabalho do falecido artista para seu próprio lucro.