Correio do Povo | Notícias | Caetano Veloso e filhos apresentam "Ofertório" em Porto Alegre

Porto Alegre, sábado, 17 de Agosto de 2019

  • 18/12/2018
  • 14:33
  • Atualização: 14:42

Caetano Veloso e filhos apresentam "Ofertório" em Porto Alegre

Show ocorre nesta quarta-feira, no Auditório Araújo Vianna

Caetano sobe ao palco ao lado dos filhos Tom, Zeca e Moreno Veloso | Foto: Marcos Hermes / Divulgação / CP

Caetano sobe ao palco ao lado dos filhos Tom, Zeca e Moreno Veloso | Foto: Marcos Hermes / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O espetáculo que Caetano Veloso traz para Porto Alegre nesta quarta-feira ganhou o nome de “Ofertório” quando a família foi gravar o CD/DVD do show. A ideia do nome veio da canção que o músico baiano fez para a missa de 90 anos de sua mãe, Dona Canô. A intenção é falar das relações familiares que unem a todos: Moreno, 44 anos, Zeca, 25 anos, e Tom, 20 anos, e o patriarca, 75 anos.

A união do palco foi acalentada por muito tempo por Caetano, tendo início em 2006, quando o artista fez show com Moreno, no SESC de São Paulo. O desejo foi realizado no ano passado, com a estreia do espetáculo no Theatro Net Rio de Janeiro.

O canto ritual “Ofertório” abre espaço para a entrada de “Reconvexo”, seguida por “Um Passo à Frente”, de Moreno;“Todo Homem”, de Zeca; “Clarão”, de Tom; “Meu Jenipapo Absoluto” ou “Tá Escrito”, de Xande de Pilares. Há ainda “Boas Vindas”, canção que Caetano fez para o nascimento de Zeca.

O funk carioca marca presença com a nova “Alexandrino” (Caetano, 2017), em um contraponto com a clássica “Alegria Alegria (Caetano, 1967). De Gilberto Gil foi escolhida “O Seu Amor”, momento que o show inclui o amigo antigo e quase um irmão no núcleo da família.

A lista de canções, quase 30 ao todo, ainda contempla “A Tua Presença Morena” (Caetano, 1971), samba introduzido pelo toque do pandeiro de Moreno. Entre tantas canções belas, a “Oração ao Tempo” (Caetano, 1979) traduz a passagem do tempo, onde passado e presente se unem nesta festa musical. Serão ouvidas ainda, entre outras, o samba “Um Só Lugar” (Cezar Mendes e Tom Veloso), “Sertão” (Caetano e Moreno) e “Força Estranha” (Caetano).

A apresentação começa às 21h desta quarta no Auditório Araújo Vianna (Osvaldo Aranha, 685). Restam poucos ingressos disponíveis, com valor de R$ 100 (inteira).