Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Março de 2017

  • 07/03/2017
  • 12:49
  • Atualização: 13:06

Peles sintéticas e Rihanna dominam passarela em Paris

Desfile de Stella McCartney foi alvo de críticas e cantora apresentou nova coleção

Desfile de Stella McCartney foi alvo de críticas e cantora apresentou nova coleção  | Foto: Patrick Kovarik  e Alain Jocard / AFP / CP

Desfile de Stella McCartney foi alvo de críticas e cantora apresentou nova coleção | Foto: Patrick Kovarik e Alain Jocard / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

As peles fizeram seu retorno à passarela parisiense e Stella McCartney se prontificou rapidamente para dizer que eram sintéticas, em um dia de desfiles em que predominou o tartã nas coleções de Rihanna e do colombiano Esteban Cortázar. A filha de Paul McCartney, defensora dos animais e vegetariana, apresentou uma coleção inspirada no universo equestre, evocando o campestre inglês.

Stella McCartney, que fundou sua marca em 2001, disse que as peles sintéticas agora "parecem tão boas" que se pergunta "por que é necessário continuar utilizando" as dos animais. Por isso chamou suas criações de "pele livre de pele". Em sua coleção outono-inverno predominam os cinzas e as estampas xadrezes em um estilo sóbrio e elegante. A estilista destaca também "uma nova encarnação do sutiã pontiagudo", que remete irremediavelmente ao famoso corpete de Jean Paul Gaultier e a suas modelo mais famosa, Madonna, mas nesse caso em versão moderada.

O desfile entrou em sintonia com a ação em frente à Torre Eiffel da organização defensora dos animais PETA contra o uso de peles na Semana de Moda de Paris. Várias militantes posaram com lingerie, máscaras de animais e placas com as frases "não sou sua lã", "não sou seu couro" e "não sou sua pele".

Rihanna e o estilo universitário

A cantora Rihanna apresentou fora do programa oficial do evento sua nova coleção Fenty Puma, dominada pelo tartã, os looks assimétricos e o estilo esportivo. Sobre mesas de biblioteca com lâmpadas verdes, no mais puro estilo universitário, os modelos masculinos e as modelos femininas mostraram looks em xadrez, casacos volumosos e suéteres com capuz.

Um minivestido tem uma espécie de liga atada às botas pretas forradas com tecido tartã.

Os amarelos e laranjas são combinados com azul marinho em looks mais esportivos, com grandes letras escrevendo Puma, Fenty, ou a data 1988, ano de nascimento da cantora. Assistiram ao desfile a atriz Salma Hayek e seu marido François-Henri Pinault, proprietário do grupo de luxo Kering.

Esteban Cortázar: alegria cromática

O único latino-americano do programa oficial da Semana de Moda de Paris, o colombiano Esteban Cortázar elegeu um dos liceus de maior renome de Paris, o Henry VI, para lançar uma coleção cheia de tartã e uma verdadeira alegria cromática. Um tartã azul com listras vermelhas monopoliza o look em jaqueta, saia, meia e sapatos.

A famosa estampa de xadrez é combinada com floridos em looks com modelagens inesperadas em que coexistem tecidos de natureza diversa em um caos que, apesar de tudo, transmite coerência. As peças de tecidos brilhantes, as botas acima dos joelhos e as camisetas que marcam o peito compõem o look mais sensual da coleção desse colombiano criado em Miami e que estreou na Semana de Moda de Nova Iorque aos 17 anos.

Hermès fora da caixa 

"Queria desbloquear a percepção que se têm da Hermès, como se fosse rígida e séria, e mostrar algo mais vibrante. Por isso utilizei roupas inesperadas como as luvas e as estampas de caxemira", admitiu a diretora artística da marca, Nadege Vanhee-Cybulski.

Com o objetivo de apresentar um "quadro impressionista", a estilista apresentou uma coleção de tons de bege salpicados por estampas vermelhas, saias lápis, cintos largos e botas altas de pele com cadarços.


TAGS » Moda, Variedades, Rihanna