Porto Alegre

25ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 29 de Março de 2017

  • 08/02/2017
  • 15:52
  • Atualização: 15:54

Mostra gratuita de teatro movimenta cenário cultural do Litoral Norte

"Teatro na Casa e na Rua" leva cinco espetáculos a Capão da Canoa

“Antes que a Cortina se Feche

“Antes que a Cortina se Feche" será apresentada nesta quinta | Foto: Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O Teatro Nó Cego volta a Capão da Canoa, cidade raiz do grupo, levando cinco apresentações teatrais de seu repertório para a "Mostra de Verão - Teatro na Casa e na Rua", que ocorre até o dia 16 de fevereiro nas Casa de Cultura Érico Veríssimo (Flávio Boianovsky, 789) e nas praças Luiz Bassani e Raul. O projeto, idealizado pelo Departamento de Cultura de Capão da Canoa, comemora o aniversário de 7 anos do grupo com apresentações gratuitas, dando visibilidade ao cenário cultural existente no município.

Livremente inspirado no livro do autor e ilustrador Roberto Caldas, “A Menina das Borboletas” é um espetáculo voltado ao público infantil, trabalhando com a solidariedade, coragem, perseverança e autonomia. O espetáculo, que também aborda temas transversais como ética e meio ambiente, será apresentado nesta quarta-feira (8), às 21h, na Casa de Cultura. Já “Antes que a Cortina se Feche” conta a história de uma amizade três amigos: Francisco, Clara e Lorenzo. Suas vidas são cruzadas por sonhos, dores e perdas. A história deles passa por brincadeiras infantis, pela arte e repressão da ditadura militar. A performance acontece na quinta, no mesmo horário e local.

Espetáculo infantil criado a partir de três textos do autor mineiro, Leo Cunha, Em Boca Fechada Não Entra Estrela, Língua de Sobra e Quem Mandou? Em “Boca Fechada Não Entram Estrelas”você vai conhecer a história de Guta, uma menina que vive conversando com as estrelas e brincando com as palavras. Por acreditar que em boca fechada não entra estrela, a menina dá vazão ao seu imaginário e enfrenta o pensamento retrógrado dos pais, não permitindo que destruam o seu poder de imaginação. A peça é um grande incentivo a criação das crianças a partir da literatura e de seus imaginários ingênuos e pueris. A peça pode ser vista no dia 15 de fevereiro, às 21h, na Casa de Cultura.

Dois atores em cena abrem seus baús. "Pequenas Coisas" revela em cada objeto uma lembrança: candelabro, sorrisos, boneca, rezas, um livro, laranjas, nariz de palhaço, amores, um enxoval inacabado. Objetos pessoais, lembranças e ficção se misturam num espetáculo delicado e tocante. Uma dedicatória as pequenas memórias que marcam nossas vidas e determinam nossa existência/trajetória nas areias do tempo. O espetáculo será apresentado no dia 16 de fevereiro, às 21h, na Casa de Cultura.

Paralelo às apresentações na Casa de Cultura, o grupo irá apresentar nos nesta quarta e quinta e também nos dias 15 e 16 de fevereiro, sempre às 16h, o espetáculo "Um Conto Puxa o Outro". A performance abre todas as faixas etárias ao contar histórias sobre o cotidiano e, também, sobre a fantasia. Conforme a programação, ele será apresentado nas praças Luiz Bassani e Raul, em Capão da Canoa.