Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

  • 30/08/2017
  • 14:31
  • Atualização: 15:25

"Trilogia Sensível" retorna a Porto Alegre com temporada na Sala Álvaro Moreyra

Trabalho do grupo Neelic coloca em cena a questão do gênero feminino

Trabalho do grupo Neelic coloca em cena a questão do gênero feminino | Foto: Luis Paulot / Divulgação / CP

Trabalho do grupo Neelic coloca em cena a questão do gênero feminino | Foto: Luis Paulot / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O grupo Neelic traz de volta a Porto Alegre a "Trilogia Sensível", que percorreu o Brasil em turnê durante o segundo semestre do ano passado. "Olhar de Frente", "Portas do Invisível" e "Hallucination: Vida e Obra de Virginia Woolf", as três encenações que compõem este trabalho, estarão em cartaz na Sala Álvaro Moreyra (Erico Verissimo, 307), desta quinta-feira até o dia 10 de setembro, com sessões sempre às 20h. Os ingressos custam R$ 40, com 50% de desconto para artistas, estudantes, idosos e professores, e vendas no local uma hora antes de cada apresentação.

Na "Trilogia Sensível", o NEELIC - Núcleo de Estudos e Experimentação da Linguagem Cênica traz à cena a questão do gênero feminino por meio dos três espetáculos. "Olhar de Frente", que será apresentando nesta quinta, explora a relação entre o feminino, o abuso e as muitas mortes que uma mulher encara ao longo de uma vida. Já "Portas do Invisível" é uma montagem inspirada nos mitos de Medeia, Madalena, Antígona, Joana D’arc e Lady Macbeth, que problematiza a relação entre atuar e ser mulher no mundo contemporâneo. As sessões ocorrem nos dias 1, 2, 3, 8, 9, 10 de setembro. A terceira encenação, "Hallucination – Vida e Obra de Virginia Woolf", é inspirado em passagens da vida e da obra da autora inglesa homenageada no título e ganha o palco no dia 07 de setembro.

A direção é de Desirée Pessoa, que também atua ao lado de Caroline Vetori, Gabriela Chaves e Nize Dutra. Rô Cortinhas assina o figurino, enquanto Carol Zimmer é responsável pela iluminação. A "Trilogia do Invisível" tem trilha sonora de Guilherme Sanches ("Hallucination: Vida e Obra de Virginia Woolf"), Johann Alex de Souza ("Portas do Invisível") e Luiz André da Silva ("Olhar de Frente").