Porto Alegre

28ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 18 de Fevereiro de 2018

  • 26/01/2018
  • 15:28
  • Atualização: 16:05

Porto Verão Alegre chega ao seu penúltimo final de semana com oito montagens em cartaz

Festival de artes cênicas ocorre até o dia 8 de fevereiro na Capital

"As Trevas Ridículas", com texto do alemão Wolfram Lotz, é um dos destaques | Foto: Pedro Mendes / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O penúltimo final de semana do Porto Verão Alegre será marcado pelas despedidas. Ao todo, oito espetáculos encerram sua temporada nesta edição do evento, que segue com apresentações até o dia 8 de fevereiro. Todas as sessões têm ingressos antecipados a R$ 30 pelo site; na hora, o valor é R$ 40. Uma das montagens que ainda pode ser conferida é "As Trevas Ridículas", com texto do alemão Wolfram Lotz e produzida pelo GRUPOJOGO de experimentação Cênica.

Neste peça, diante do tribunal, um pirata somali pede compreensão pelo ataque ao navio de carga MS Taipan e lamenta pela perda de seu amigo Tofdau. Pellner e Dorsch estão em um barco de patrulha nas florestas tropicais do Afeganistão em busca da liquidação de um tenente coronel enlouquecido. Quando o pirata Tofdau retorna inesperadamente para a história e na escuridão implora por ajuda, é baleado, pois não há mais espaço para um estranho nesta história. Com Vicente Vargas, Guilherme Conrad, Lucas Prado, Frederico Vittola e Gustavo Susin no elenco, a sessão final ocorre no sábado, no Teatro do Instituto Goethe (24 de Outubro, 112), a partir das 21h.

"Caio do Céu", tem encenações no sábado e no domingo, no Teatro Renascença (Av. Erico Verissimo, 307), às 21h. Com profundidade e leveza, a montagem explora crônicas, cartas, contos, poemas, textos teatrais, depoimentos, música ao vivo e projeções. O espetáculo também traz para a cena o próprio Caio, por meio de vídeos com trechos de suas entrevistas. Concebida por Deborah Finocchiaro e Luís Artur Nunes, expõe e questiona os valores da sociedade e, principalmente, as questões da alma humana.

Já "Projeto Secreto: A Gaiola das Loucas" se despede do festival às 20h de sábado, no Teatro do SESC (Alberto Bins, 665). Em seu terceiro ano de encenação o espetáculo traz quatro drag queens (vividas por Douglas Carvalho, Gabriel Ditelles, Juliano Passini e Marcello Crawshaw) interpretando as personagens do filme "A Gaiola das Loucas", de Mike Nichols para falar sobre as novas relações familiares, em meio a dublagens e muito humor.

Catharina Conte, do monólogo "Como sobreviver ao fim do mundo", fará sua última apresentação no Instituto Ling (João Caetano, 440), às 18h de sábado. Nesta peça, ela é uma mulher que, em face ao fim do mundo, decide escrever uma peça de teatro inspirada em sua própria vida e os acontecimentos são divididos com o público. Em um dado momento, já não se sabe mais se seus relatos são imaginação ou não. Já "Breves Entrevistas com Homens Hediondos" tem sessões nas duas datas do fim de semana, às 21h, no Teatro de Arena (Borges de Medeiros, 835). A montagem é uma adaptação dos contos homônimos do norte-americano David Foster Wallace, nos quais diversos homens respondem às perguntas de uma mulher ausente e revelam seus segredos.

Também encerram temporada no domingo os espetáculos humorísticos "Reportório Osório" e "Guri de Uruguaiana 2". O primeiro, que reúne uma coleção de canções, aliando a escrita e interpretação de Luís Fernandes ao talento da acordeonista Sónia Sobral, tem sua sessão final às 21h, na Sala Álvaro Moreyra (Érico Veríssimo, 307). Já o segundo, um dos clássicos da comédia gaúcha, tem apresentação no mesmo horário, mas no Teatro da AMRIGS (Ipiranga, 5311).

Finalizando a programação do final de semana, "A Partícula de Deus" constrói uma ponte no tempo entre Galileu Galilei, um dos maiores cientistas de todos os tempos, e Peter Higgs, vencedor do prêmio Nobel de Física em 2012. Com texto de Júlio Conte e Marcelo Goldani, será encenado no Centro Histórico-Cultural Santa Casa (Independência, 75), às 21h de domingo.