Porto Alegre

23ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sábado, 16 de Dezembro de 2017

  • 31/12/2016
  • 13:43
  • Atualização: 13:45

Campeã da São Silvestre diz que não esperava bater recorde

Queniana Jemima Sumgong terminou a prova com 48 minutos e 35 segundos

Queniana Jemima Sumgong terminou a prova com 48 minutos e 35 segundos | Foto: Miguel Schincariol / AFP / CP

Queniana Jemima Sumgong terminou a prova com 48 minutos e 35 segundos | Foto: Miguel Schincariol / AFP / CP

  • Comentários
  • Agência Brasil

A grande campeã da prova feminina da 92ª edição da Corrida de São Silvestre, a queniana Jemima Sumgong, disse que esperava ter bom desempenho na prova, mas que se surpreendeu com a quebra do recorde ao terminar a corrida com 48 minutos e 35 segundos. A marca anterior, de 48min48s, da também queniana Priscah Jeptoo, já durava cinco anos.

 Africanos mantêm hegemonia na São Silvestre e vencem provas feminina e masculina

Medalhista de ouro na maratona dos Jogos Olímpicos Rio 2016, a atleta disse que o mais difícil na corrida de hoje foi reunir energia para a subida da Avenida Brigadeiro Luiz Antônio sob o tempo muito quente e úmido que a cidade de São Paulo tem neste sábado.

Outras competidoras estrangeiras que subiram ao pódio também se queixaram do calor e da subida de Brigadeiro. Flomena Cheyech Daniel, do Quênia, chegou na segunda posição, com 49min15s; Eunice Cehbicii, do Bahrein, na terceira, com tempo de 50 minutos e 26 segundos.

Ymer Wude da Etiópia, em quarto lugar, com 51min40s e a etíope Ester Chesang Kakuri completou o pódio feminino com 51 minutos e  45 segundos. Todas agradeceram a acolhida que receberam no Brasil e manifestaram a intenção de disputar a São Silvestre a prova.

Já a brasileira Tatiele Roberta de Carvalho, que chegou em sétimo lugar com tempo de 54min01s, disse ter ficado muito alegre com o resultado e que a posição é consequência de muito treino."O nível deste ano estava altíssimo." Finalista na Rio 2016, ela contou que a cada passada ouvia seu nome durante o percurso e isso a ajudou a melhorar o seu desempenho. "Fecho 2016 com a sensação do dever cumprido". Tatiele disse que agora vai se preparar para disputar a corrida dos 10 mil metros de Londres.

Masculino

O brasileiro Giovani dos Santos, que chegou em quarto lugar com tempo de 45 minutos ante 44 minutos e 53 segundos do grande vitorioso, o etíope Leul Aleme, disse que ficou satisfeito com seu desempenho na corrida. No ano passado, Santos chegou em quinto lugar. Sobre o seu nível de preparação física comparou ao efeito da maturação do vinho. "Assim como o vinho quanto mais velho, melhor eu fico", brincou.