Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 24 de Novembro de 2017

  • 14/11/2017
  • 17:28
  • Atualização: 17:30

Sem Messi, Argentina leva quatro da Nigéria em amistoso

Equipe de Sampaoli saiu vencendo por 2 a 0, mas levou virada no segundo tempo

Argentina perdeu para a Nigéria em amistoso | Foto: Mladen Antonov / AFP / CP

Argentina perdeu para a Nigéria em amistoso | Foto: Mladen Antonov / AFP / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Após uma campanha irregular nas Eliminatórias Sul-Americanas, a Argentina voltou a sofrer nesta terça-feira. Em amistoso na Rússia, a equipe de Jorge Sampaoli foi derrotada pela Nigéria por 4 a 2 após sair vencendo por 2 a 0. Poupado, Lionel Messi não jogou.

A partida, no estádio Estádio Krasnodar, teve dois tempos completamente distintos. No primeiro, o esquema ofensivo de Jorge Sampaoli funcionou quase perfeitamente. Mesmo sem Messi, a Argentina conseguiu dominar a Nigéria.

O primeiro gol argentino aconteceu após uma lambança do goleiro Akpeyi, que, pressionado por Kun Aguero, pegou a bola com a mão fora da área. Na cobrança, Akpeyi não pôde fazer na batida colocada de Ever Banega, que morreu no fundo do gol.

A Argentina seguiu dominando a partida e chegou ao segundo gol em uma bela jogada. Dybala deu o passe em profundidade para Pavón, que cruzou e deixou Aguero livre para marcar o segundo.

A Nigéria conseguiu reagir ainda no primeiro tempo. Nos acréscimos, Iheanacho bateu falta e contou com uma ajuda de Marchesín para diminuir, 2 a 1.

O começo do segundo tempo foi de uma avalanche nigeriana. Em dois minutos e meio, a equipe africana marcou dois gols e virou o placar, com

Alex Iwobi e Brian Idowu.

A virada da Nigéria bagunçou completamente a Argentina, que já tinha perdido Agüero no intervalo - o atacante do Manchester City desmaiou e foi levado para um hospital da região para atendimento.

O técnico Sampaoli fez mudanças no setor ofensivo com as entradas de Diego Perrotti, Emiliano Rigoni e Fernando Belluschi, mas a Argentina atacou de forma totalmente organizada.

A desorganização da Argentina deu a Nigéria liberdade para o contra-ataque. E após um drible desconcertante em Mascherano, Alex Iwobi marcou o quarto gol nigeriano e definiu o placar da partida, 4 a 2.