Porto Alegre

20ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

  • 03/12/2017
  • 14:00
  • Atualização: 14:02

Romildo prevê contas equilibradas do Grêmio até “meados de 2019”

Presidente projeta que clube será autossustentável em um futuro próximo

Romildo quer fazer o Grêmio ser autossuentável | Foto: Rádio Guaíba / Especial / CP

Romildo quer fazer o Grêmio ser autossuentável | Foto: Rádio Guaíba / Especial / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

A conquista do tricampeonato da Libertadores, a duplicação do quadro social e de receita com comercialização da marca e a venda de jogadores dão a certeza ao presidente Romildo Bolzan Júnior que o Grêmio terá equilíbrio nas contas, no máximo, em dois anos. O objetivo do dirigente é fazer com que o clube seja autossustentável em um futuro próximo e a excelência demonstrada nos últimos anos dão a esperança de que o sonho seja concretizado antes do que todos esperam.

“Recordo que em 2015 chegamos em terceiro no Brasileiro e classificamos para a Libertadores. Na ocasião, eu disse que não seria o melhor ano para jogar a Libertadores. Teríamos que fazer um time minimamente competitivo para não passar fiasco. Isso atropelou um pouco o processo. Atrasou um pouquinho, mas a valorização do plantel, dos ativos do Grêmio, a duplicação das receitas dão um sinal de que podemos antecipar o processo final de autossustentação. Acho que é por aí que as coisas vão acontecer. Temos seguramente a perspectiva de chegar a 2018 ou meados de 2019 em um ambiente totalmente equilibrado, mas também organizado a ponto de sobreviver dentro do mês”, declarou Bolzan em entrevista à Rádio Guaíba.

Mesmo necessitando negociar atletas com clubes do exterior, o presidente campeão da América garante que a qualidade da equipe não irá sofrer mudanças drásticas. Observando os seus primeiros anos de mandatário tricolor, Romildo Bolzan demonstrou que é possível vender atletas e seguir disputando as competições. Mesmo comercializando um dos atletas com melhor desempenho no primeiro semestre, Pedro Rocha, o grupo conseguiu suprir as ausências e o título da sul-americano foi conquistado.

“Possivelmente vamos vender jogador. Não sei se vai acontecer. Se acontecer, não será terra arrasada, pois vamos manteremos a nossa capacidade de competição. E vamos também para o equilíbrio do clube. Há muito tempo o Grêmio não tinha perspectiva de ter três anos de equilíbrio financeiro”, revelou. “Temos outras formas de repor também (sem ser vender jogadores). Então, vamos combinar, o que importa é o clube ser saudável financeiramente, cumpridor das suas obrigações, e, principalmente, ao mesmo tempo, competitivo”, completou o campeão da Libertadores.

O grupo principal do Grêmio retoma os treinamentos visando o Mundial de Clubes da Fifa nesta segunda-feira, às 16h, no CT Luiz Carvalho. O Tricolor estreia na competição no dia 12 contra o vencedor de Wydad Casablanca contra Pachuca, do México.