Porto Alegre

20ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

  • 20/04/2017
  • 21:24
  • Atualização: 21:33

Com reservas, Grêmio arranca empate com o Guarani

Tricolor saiu atrás do placar, mas conquistou o 1 a 1 no Defensores del Chaco

Gol de Pedro Rocha salvou o pontinho tricolor | Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação CP

Gol de Pedro Rocha salvou o pontinho tricolor | Foto: Lucas Uebel/Grêmio/Divulgação CP

  • Comentários
  • Bernardo Bercht

O Grêmio abusou dos erros e desperdícios, saiu atrás do placar, mas conseguiu buscar o empate em 1 a 1 contra o Guarani, nesta quinta-feira no Defensores del Chaco. O Tricolor fez força para complicar a partida, começando com reservas na escolha de Renato Portaluppi para priorizar a semifinal do Gauchão, desperdiçando vários gols com Barrios e ainda amargando uma expulsão infantil de Michel, mas voltou com um ponto valioso do Paraguai.

Com o resultado, os comandados de Renato Portaluppi seguem na liderança do Grupo 8, com sete pontos. O Guarani é o segundo colocado, com a mesma pontuação. As equipes voltam a se enfrentar na Arena, na próxima quinta.

Time reserva

Mesmo com apenas dois titulares (Edilson e Grohe), o Grêmio teve as melhores chances para abrir o placar na primeira etapa. O Guarani errou bastante, permitindo contragolpes e, quando botou a bola na rede, a jogada foi invalidada por impedimento.

O primeiro susto, contudo, foi na área tricolor. Rolon cruzou na área, Bressan furou na tentativa de afastar e sobrou live para Novick. Ele emendou um voleio dentro da área e a bola passou tirando tinta do poste esquerdo.

Tricolor desperdiça chances

A resposta gremista foi imediata e em dose dupla. Lincoln cobrou escanteio no primeiro pau, Barrios subiu mais alto que a marcação e cabeceou firme no canto esquerdo, mas Aguilar conseguiu tirar, todo esquisito. No lance seguinte, Fernandinho lançou Barrios na cara do gol e o paraguaio chutou em cima dos pés do goleiro.

Depois do começo incendiário, os times passaram a se estudar e o Grêmio só foi levar perigo aos 17 minutos. Fernandinho fez grande jogada em velocidade, deu janelinha num marcador e saiu na cara do gol. Mas aí faltou cacoete de matador, pois ele chutou fraco, em cima de Aguilar.

Lincoln também desperdiçou, aos 24. Ele aparou de primeira uma bola cruzada por Jailson na área, mas mandou pelo lado de fora das redes. No contragolpe, o Guarani não marcou por pouco.

Camacho se livrou de dois marcadores e lançou Epifânio Garcia. O atacante invadiu a área e chutou na saída de Grohe. O goleiro conseguiu abafar, mas a bola ainda ia entrar quando Cortez tirou em cima da linha. Aos 36 minutos, gol do Guarani, só que não valeu. Camacho aparou de voleio num passe de Garcia, mas o árbitro marcou impedimento enquanto a bola entrava no canto esquerdo, sem chances para Grohe.

Antes do intervalo, Barrios desperdiçou mais uma oportunidade de botar o Grêmio na frente. Cortez disparou pela esquerda e serviu o atacante. Na tentativa de primeira, ele bateu para fora, mantendo o 0 a 0.

Expulsão complica a partida

Os times voltaram sem mudanças do intervalo e o primeiro lance para levantar a torcida veio aos seis minutos. Camacho cruzou rente ao gol, a bola desviou e bateu no travessão antes de sair em escanteio.

Faltou capricho no início da etapa, mas quem fez feio mesmo foi o volante Michel. Levou um amarelo logo no começo e, aos 14 minutos, fez uma falta infantil com o braço. Segundo cartão e a expulsão para complicar a vida do Tricolor.

Renato mudou o time, tirando Lincoln para a entrada de Pedro Rocha. Ainda assim, o Grêmio perdeu chances de abrir o placar. Primeiro com Fernandinho, desarmado na hora do chute; depois com Barrios que cabeceou livre e nem precisou pular na área, mas mandou por cima.

Aí veio o castigo aos 26 minutos. A bola foi chuveirada de longe, Camacho desviou no segundo pau e Rodrigo Lopez, que tinha entrado há pouco no lugar de Novick, mandou para o fundo das redes. Bressan perdeu feio na marcação e sobrou para o centroavante fulminar o 1 a 0.

Pedro Rocha salva

Parecia tudo perdido, mas Pedro Rocha fez a diferença. Arthur fez grande jogada na entrada da área e levantou como se fosse com a mão. Pedro Rocha aparou de chapa e mandou cruzado no canto direito, sem chances para Aguilar. Um empate com mais sorte que juízo, mas também na maior qualidade do Tricolor.

O Guarani se atirou para o ataque e Marcelo Grohe teve que salvar aos 36 minutos. Ele aparou de soco um chute à queima-roupa de Camacho. No contragolpe, Pedro Rocha quase virou a partida. Recebeu de Cortez na área, girou sobre um marcador e bateu por cobertura. A bola caprichosamente acertou o poste direito. Terminou 1 a 1, com o Grêmio no lucro por todos os riscos da partida.

Com os titulares, o Grêmio volta a campo domingo, às 19h, contra o Novo Hamburgo, no estádio do Vale. A partida vale vaga na final do Gauchão.