Porto Alegre

20ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 20 de Abril de 2018

  • 15/04/2018
  • 10:29
  • Atualização: 10:37

Romildo admite vitória “excepcional”, mas lembra que Brasileiro começou neste sábado

Presidente evita falar em favoritismo do Grêmio, mas garante disputa pelos três títulos

Dirigente fez muitos elogios para os jogadores, mas lembrou que a competição é longa | Foto: Washington Alves / Light Press / Cruzeiro / Divulgação / CP

Dirigente fez muitos elogios para os jogadores, mas lembrou que a competição é longa | Foto: Washington Alves / Light Press / Cruzeiro / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Nem mesmo a vitória do Grêmio, por 1 a 0, no Mineirão, contra o Cruzeiro, no último sábado, fez o presidente Romildo Bolzan Júnior “tirar os pés do chão”. O dirigente fez muitos elogios para os jogadores, para o técnico, mas lembrou que a competição é longa e que os favoritos de hoje necessitam provar no decorrer dos meses que tem condições de levantar a taça do Brasileirão.

“Foi uma vitória excepcional e revela exatamente um time objetivo, que sabe marcar, ocupar o espaço e que sabe o que fazer dentro de campo. Por exemplo, no final, tivemos próximo do gol, retornamos a bola para a defesa e fizemos ela girar, deixando o adversário sem o controle da bola”, disse Bolzan.

Como tem provado ser um líder que sabe comandar grupos, o presidente gremista dividiu os méritos pela vitória contra um dos indicados como favorito ao título com todos do departamento de futebol, comissão técnica e jogadores. “O mérito também é mérito do Renato (não só dos jogadores). É o estilo dele, a forma dele tratar a estratégia de jogo e preparar o time. O Grêmio privilegia a posse de bola e as infiltrações. Desde o começo do jogo, o Cruzeiro teve todos os cuidados do mundo. Respeitou o Grêmio. Chegou a ter 11 jogadores atrás da linha da bola e é um time fortíssimo, que vai disputar o título”, declarou o mandatário do Tricolor.

Mesmo com os elogios, o presidente do Grêmio evitou colocar a equipe de Renato Portaluppi como favorita ao título do Campeonato Brasileiro. Lembrou que o Tricolor terá mais 37 jogos até dezembro e que o momento é de foco na conquista de pontos, independente da partida ser em casa ou fora.

“Não (o Grêmio não está sobrando no futebol brasileiro)! No final do jogo tivemos duas situações que em poderia ter ocorrido o empate. O que vai acontecer pela frente? Tudo pode acontecer. O que não podemos é perder pontos que não podem ser perdidos”, disse. “O campeonato vai falar e veremos se todo mundo vai exercer essas questões de superioridade. Daí veremos se tudo aquilo que todo mundo prevê vai se confirmar. O que eu tenho certeza que vai acontecer é que o Grêmio vai competir. Não só no Brasileiro, pois estamos dispostos a conquistar também a Copa do Brasil e a Libertadores”, completou.

O Grêmio volta aos treinamentos às 15h30min no Centro de Treinamentos Luiz Carvalho. Na terça-feira, às 21h30min, o Tricolor enfrenta o Cerro Porteño, no estádio La Olla, em Assunção, no Paraguai. O jogo é válido pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores.