Porto Alegre

25ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

  • 28/11/2017
  • 08:42
  • Atualização: 09:09

Pesquisa e criatividade são armas do Inter para fazer contratações

Clube quer fazer trabalho minucioso antes de fechar qualquer negócio

Pesquisa e criatividade são armas do Inter para fazer contratações  | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

Pesquisa e criatividade são armas do Inter para fazer contratações | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Sem dinheiro em caixa para grandes contratações, o Inter usará como armas para reforçar o grupo a criatividade e, principalmente, a investigação. O objetivo é fazer um trabalho minucioso de pesquisa antes de fechar qualquer contratação, diminuindo a possibilidade de desperdício de recursos.

Outra prioridade é manter os salários dos jogadores em dia, algo que ocorreu durante 2017 — mas não em 2016, ano da queda. “Vamos trabalhar com responsabilidade para reforçar o time. É preciso ter muito cuidado, fazer muita pesquisa, para minimizar a possibilidade de erros”, observa o vice de futebol, Roberto Melo.

Melo considera que o Inter conseguiu construir, apesar dos percalços, uma boa estrutura de time. O grupo hoje é bem melhor que aquele encontrado em janeiro passado, na opinião do dirigente. “Agora, não é preciso uma reformulação integral, algo que é muito difícil de fazer, sobretudo com pouco dinheiro. Vamos reforçar, pois o time necessita de reforços, mas estamos em outra condição. Provavelmente não faremos tantas contratações como no começo desta temporada”, segue o dirigente.

Oficialmente em férias até 2 de janeiro, quando se reapresenta para iniciar a pré-temporada, o grupo de jogadores também se inchará com a volta de mais de 20 jogadores que estão emprestados a outros clubes. São atletas como Anderson, Seijas, Paulão, Gustavo Ferrareis e Anselmo, entre outros. Eles custarão mais de R$ 2 milhões mensais e não interessam mais ao Inter. O atacante Marcinho, 21 anos, que jogou a Série B pelo Brasil de Pelotas, é o único dos emprestados que interessa ao Inter para 2018 e será integrado.