Porto Alegre

21ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

  • 06/12/2017
  • 20:41
  • Atualização: 21:22

Coutinho brilha e Liverpool faz 7 no Spartak e avança na Liga dos Campeões

Última rodada da fase de grupos também foi marcada pela quebra de invencibilidade do Manchester City

Philippe Coutinho foi o principal destaque da partida | Foto: Paul Ellis / AFP / CP

Philippe Coutinho foi o principal destaque da partida | Foto: Paul Ellis / AFP / CP

  • Comentários
  • AE

Com um show dos brasileiros Philippe Coutinho e Roberto Firmino, o Liverpool não tomou conhecimento do Spartak Moscou nesta quarta-feira. Jogando em casa, no estádio Anfield Road, em Liverpool, o time inglês aplicou 7 a 0 no rival russo, sacramentando com estilo a vaga nas oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa.

Philippe Coutinho foi o principal destaque da partida. Ele marcou nada menos que três gols e participou das principais jogadas ofensivas da equipe anfitriã. Roberto Firmino anotou um gol e uma assistência, também com presença decisiva no ataque. O senegalês Sadio Mané brilhou com dois gols.

A grande vitória sacramentou a classificação do Liverpool, que deixara escapar a vaga antecipada na rodada passada ao ceder empate ao Sevilla, após abrir 3 a 0 no placar. O time inglês encerrou a campanha na fase de grupos com a primeira colocação do Grupo E, com 12 pontos.

A segunda colocação ficou com o próprio Sevilla, apesar do morno empate com o Maribor por 1 a 1, na Eslovênia. O meia brasileiro Paulo Henrique Ganso entrou em campo no segundo tempo para marcar o único gol da equipe espanhola, que terminou a fase com nove pontos. Com 6, o Spartak Moscou ficou em terceiro e vai disputar a Liga Europa.

Em Liverpool, o time da casa tratou de se impor em campo logo no terceiro minuto da partida. Salah sofreu falta dentro da área e Philippe Coutinho converteu a penalidade com categoria. Onze minutos depois, o mesmo Salah tabelou com Roberto Firmino, que acionou Coutinho para finalizar para as redes.

Impondo forte ritmo ao jogo, o Liverpool chegou ao terceiro gol aos 19 minutos. Salah bateu de dentro da área, a bola pegou no braço do defensor e Roberto Firmino aproveitou o rebote finalizando para o gol.

No segundo tempo, o time inglês ampliou a vantagem com dois gols em apenas três minutos. Mané marcou o seu primeiro na partida aos dois. E, na sequência, Philippe Coutinho deixou a sua marca pela terceira vez no confronto.

Diante de um limitado Spartak Moscou, sem oferecer qualquer resistência ou ameaça desde a metade do primeiro tempo, o Liverpool ainda marcou mais duas vezes nos minutos finais do duelo com Mané e Salah.

Antes da partida, a diretoria do Liverpool denunciou suposto caso de racismo ocorrido na partida preliminar, pela liga juvenil da Uefa, de categoria sub-17. O jogador Rhian Brewster, do time juvenil da casa, disse ter recebido ofensas raciais de um rival do Spartak Moscou. O incidente teria acontecido nos minutos finais do confronto juvenil, que também terminou com vitória do Liverpool, por 2 a 0.

GRUPO F

De maneira incontestável, o Manchester City perdeu nesta quarta-feira a sua invencibilidade na temporada. Nitidamente relaxado por já estar classificado e com alguns desfalques - como o meia belga Kevin De Bruyne e o atacante argentino Sergio Agüero, este começou no banco de reservas -, o time inglês enfrentou um rival sedento por uma vitória para avançar às oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa e não deu outra. Com sua legião de brasileiros, o Shakhtar Donetsk ganhou por 2 a 1 - gols de Bernard e Ismaily para os ucranianos -, em Kharkiv, na Ucrânia, e passou de fase na competição.

Melhor time até o momento desta temporada - líder isolado do Campeonato Inglês com 14 vitórias em 15 jogos e até então com 100% de aproveitamento na Liga dos Campeões -, o Manchester City encerra o Grupo F com 15 pontos. O Shakhtar Donetsk dependia apenas de si nesta sexta e última rodada e conseguiu chegar a 12 pontos na segunda colocação.

O sorteio dos confrontos das oitavas de final da Liga dos Campeões será realizado nesta segunda-feira, na sede da Uefa, em Nyon (Suíça), a partir das 9 horas (de Brasília). Há chances de o Manchester City encarar um rival mais complicado como Bayern de Munique, Juventus ou Real Madrid, o atual bicampeão da competição europeia.

Em campo, o Manchester City em nada lembrou o time que domina os adversários e chega fácil no ataque. Mesmo com mais posse de bola, o setor de criação pouco funcionava e a defesa sofria com a rapidez dos atacantes do Shakhtar Donetsk. O resultado disso foram os dois gols da equipe ucraniana em um intervalo de apenas seis minutos.

No primeiro gol, aos 26 minutos, Taison fez a jogada pelo meio e tocou na esquerda para Bernard. O atacante, ex-Atlético Mineiro e xodó de Felipão na Copa de 2014, recebeu, cortou para o meio e chutou colocado no ângulo esquerdo. No segundo, aos 32, falha do goleiro brasileiro Ederson e gol de Ismaily. Nas tribunas, o técnico Tite, da seleção, via tudo enrolado em cobertores para espantar o frio de 0ºC em Kharkiv.

No segundo tempo, os dois times pouco quiseram jogar e quase nada de bom aconteceu. Quase porque nos acréscimos o Manchester City conseguiu o seu gol. Gabriel Jesus foi derrubado na área e o árbitro marcou o pênalti, bem cobrado por Sergio Agüero.

No outro jogo do grupo, em Roterdã, na Holanda, o Feyenoord se despediu da Liga dos Campeões com uma vitória de virada por 2 a 1 sobre o Napoli. O time holandês conseguiu os seus três primeiros pontos na competição, mas terminou a chave na lanterna. Os italianos ainda tinham esperança de vaga nas oitavas de final, mas têm de se contentar com um lugar na segunda fase eliminatória da Liga Europa com a terceira colocação com seis pontos.