Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 17 de Dezembro de 2017

  • 20/03/2017
  • 09:04
  • Atualização: 09:12

Federer bate Wawrinka, ganha 25º Masters e 90º troféu na carreira

Tenista suíço venceu compatriota por 2 sets a 0 com parciais de 6/4 e 7/5

Federer bate Wawrinka nos EUA, ganha o seu 25º Masters e 90º troféu na carreira | Foto: Clive Brunskill / Getty Images North America / AFP / CP

Federer bate Wawrinka nos EUA, ganha o seu 25º Masters e 90º troféu na carreira | Foto: Clive Brunskill / Getty Images North America / AFP / CP

  • Comentários
  • AE

Campeão do Aberto da Austrália em janeiro, Roger Federer escreveu neste domingo, nos Estados Unidos, mais um capítulo de glória de sua impressionante carreira. O tenista suíço venceu o seu compatriota Stan Wawrinka por 2 sets a 0,

com parciais de 6/4 e 7/5, após 1h20min, para faturar o título do Masters 1000 de Indian Wells.

Este foi nada menos do que o 25º troféu de um Masters 1000 conquistado por Federer, atual décimo colocado do ranking da ATP, e a sua emblemática 90ª taça de simples no circuito profissional. Para completar, o suíço agora comemora a condição de pentacampeão em Indian Wells, onde também ficou com o título em 2004, 2005, 2006 e 2012, se igualando assim também ao sérvio Novak Djokovic como maior vencedor desta competição.

Depois de longo tempo afastado das quadras no ano passado por causa de uma cirurgia no joelho, o suíço assim consolidou ainda mais o seu grande retorno e início de temporada, na qual ampliou o seu recorde de títulos de Grand Slam ao triunfar em Melbourne, no Aberto da Austrália. Foi o segundo troféu obtido por ele em duas finais no ano, no qual só disputou três torneios até aqui - ele também foi surpreendido na segunda rodada do ATP 500 de Dubai, no final do mês passado.

Embora hoje seja "apenas" o décimo colocado da ATP, posição impensável para um tenista que passou anos e anos consecutivos ao menos no Top 3, Federer acabou confirmando o seu favoritismo diante de Wawrinka, pois conquistou neste domingo a sua 20ª vitória em 23 confrontos com o compatriota, atual terceiro tenista do mundo.

Neste ano mesmo, Federer havia superado o velho conhecido nas semifinais do Aberto da Austrália, onde venceu por 3 sets a 2, para ir à decisão na qual também triunfou em um jogo épico de cinco sets diante do espanhol Rafael Nadal, em janeiro.

Essa também foi a quarta seguida vitória de Federer sobre Wawrinka, que só conseguiu levar a melhor sobre o seu compatriota nos Masters 1000 de Montecarlo de 2009 e 2014 e na edição de 2015 de Roland Garros, sempre em piso de saibro. Em Indian Wells, por sua vez, o ex-número 1 do mundo já havia superado o próprio Wawrinka em 2011 e 2013.

Aos 35 anos, Federer também não ganhava um título de Masters desde 2015, quando faturou a taça em Cincinnati. E, ao ser campeão com esta idade, o suíço se tornou o mais velho tenista a ter conquistado o título em Indian Wells, superando um feito do também lendário Jimmy Connors, que ostentava esta condição desde 1984, quando ganhou a competição norte-americana aos 31 anos.

Já o seu compatriota batido neste domingo lutava pelo seu 16º troféu de simples e ampliou o jejum que dura desde foi campeão do US Open do ano passado, no início de setembro, então superando Djokovic na decisão.

Na partida deste domingo, Federer voltou a exibir a habitual eficiência no saque ao confirmar todos sem oferecer nenhuma chance de quebra no primeiro set, no qual converteu o único break point cedido por Wawrinka para fazer 6/4.

Já na segunda parcial, Wawrinka conseguiu colocar mais pressão sobre o serviço do seu compatriota e aproveitou uma de três oportunidades de ganhar games no saque do rival. O favorito, porém, conquistou mais duas quebras em quatro oportunidades e liquidou o confronto em 7/5.

O triunfo deste domingo também fará Federer assumir a sexta posição da ATP, cujo ranking voltará a ser atualizado nesta segunda-feira.