Correio do Povo | Notícias | Assembleia na quinta-feira pode definir pelo fim da greve do magistério

Porto Alegre, quinta-feira, 20 de Junho de 2019

  • 04/07/2016
  • 19:41
  • Atualização: 19:55

Assembleia na quinta-feira pode definir pelo fim da greve do magistério

Cpers espera reunião com o secretário da Educação, Luís Alcoba

Assembleia de quinta-feira irá definir o rumo da greve dos professores | Foto: Alina Souza / CP Memória

Assembleia de quinta-feira irá definir o rumo da greve dos professores | Foto: Alina Souza / CP Memória

  • Comentários
  • Camila Diesel / Rádio Guaíba

Uma assembleia na próxima quinta-feira, no Centro de Eventos Casa do Gaúcho, no Parque da Harmonia, deve definir os rumos da greve do magistério. A primeira chamada ocorre às 12h30min e a segunda às 14h. O Cpers Sindicato reúne os professores para debater os pleitos da categoria e votar pelo fim ou a continuidade da greve, que já dura 51 dias.

Greve dos professores estaduais completa 50 dias nesta segunda

Municipários e Cpers realizam ato contra criminalização das lutas sociais

Governo avalia que votação apertada possa diminuir adesão à greve do Cpers

Conforme o coordenador do Departamento de Comunicação do Cpers, Ênio Mânica, a tendência é de que a greve seja encerrada na próxima quinta. Ele fala que, para isso, é preciso que a Secretaria da Educação agende audiência entre o Cpers e o secretário Luís Alcoba. A solicitação do órgão que representa os professores foi feita à Seduc na tarde de hoje. A previsão é de que a audiência aconteça ainda antes da assembleia.

Na última votação, no dia 25, o Sindicato optou por manter a paralisação da categoria, por menos de 40 votos de diferença. Foram 730 votos a 691. O Cpers e a Secretaria da Educação não divulgaram, desde então, as estimativas de adesão ao movimento.

Entre os pleitos, os educadores exigem calendário para o pagamento do piso nacional do magistério, ainda não sinalizado pelo governo; reajuste retroativo de 13% referentes a 2015 e 11% referentes a 2016.