Porto Alegre

20ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Abril de 2017

  • 06/03/2017
  • 09:42
  • Atualização: 09:57

Taxa de aditamentos do Fies em 2016 é de 187,5%, bem acima da meta de 80%

Em 2015, resultado acumulado também foi superior à inflação

Em 2015, resultado acumulado também foi superior à inflação | Foto: Marcos Santos / USP Imagens / CP

Em 2015, resultado acumulado também foi superior à inflação | Foto: Marcos Santos / USP Imagens / CP

  • Comentários
  • AE

A taxa de realização de aditamentos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) em 2016 ficou bem acima da meta estipulada pelo governo para o ano. Portaria do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia do Ministério de Educação (MEC) gestora do fundo, mostra que o "resultado acumulado de 2016" foi de 187,49%, enquanto que a meta pretendida de utilização do benefício era de 80,05% para o período.

Em anos anteriores, o FNDE divulgava o indicador para o fundo com outra denominação: taxa de utilização do Fies. Em 2015, o "resultado acumulado de 2015" dessa taxa foi de 45,95%, superior à meta estipulada para o período, que era de apenas 20%. Em 2014, o indicador também havia registrado alta em relação à meta anual. O acumulado naquele ano foi de 39,27%, e o limite planejado foi de 15%.

A portaria, publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira, divulga o Painel de Gestão do FNDE do exercício de 2016. O documento mostra o desempenho e os indicadores de várias ações do FNDE, com dados, por exemplo, sobre atendimento de transporte escolar, número de escolas conectadas em banda larga e formação de gestores educacionais.

O Painel de Gestão do FNDE de 2016 ainda trata de indicadores relacionados a recursos técnicos e financeiros, controle social, prestação de contas e valorização de servidores.


TAGS » Ensino, Economia, Fies