Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 25 de Abril de 2017

  • 28/03/2017
  • 08:07
  • Atualização: 08:21

Doutorado profissional é a novidade em pós-graduação

MEC terá 180 dias para regulamentar a oferta, a avaliação e o acompanhamento dos novos programas

Doutorado profissional é a novidade em pós-graduação | Foto: Marcos Santos / USP Imagens / CP

Doutorado profissional é a novidade em pós-graduação | Foto: Marcos Santos / USP Imagens / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Em portaria publicada na última sexta-feira, no Diário Oficial da União, o Ministério da Educação (MEC) instituiu, no âmbito da pós-graduação stricto sensu, as modalidades de mestrado e doutorado profissional. A novidade é o doutorado, que até então não existia no Sistema Nacional de Pós-Graduação.

De acordo com a portaria, as modalidades têm como objetivos capacitar profissionais qualificados para o exercício da prática profissional avançada; transferir conhecimento para a sociedade, atendendo a demandas específicas; promover a articulação integrada da formação profissional com entidades demandantes de naturezas diversas; e, ainda, contribuir para agregar competitividade e aumentar a produtividade em empresas e organizações públicas e privadas.

Em artigo publicado na Revista Brasileira de Pós-Graduação (RBPG) nº 4 de julho de 2005, está o relato da constituição, no ano de 1995, de uma comissão que elaborou documento dando origem a uma proposta da Diretoria Colegiada ao Conselho Superior da Capes, que recebeu o título de “Programa de Flexi-bilização do Modelo de Pós-Graduação Senso Estrito em Nível de Mestrado” e que resultou na portaria nº 47/95.

Os documentos enfatizavam a importância de implementar programas dirigidos à formação profissional, propondo a implantação, pela Capes, de procedimentos adequados à avaliação e ao acompanhamento dessa nova modalidade de mestrados no contexto da pós-graduação, preservando os níveis de qualidade alcançados.

Três anos depois, a portaria nº 80/98 reorganizou e trouxe orientações detalhadas quanto aos requisitos e condições de enquadramento das propostas de mestrado profissional, com avanços na legislação. A portaria atual revoga a de nº 17/2009, que regulamentava os mestrados profissionais até então.

Oferta

• A modalidade de mestrado profissional teve início no país na década de 1990 e, atualmente, tem 718 cursos em funcionamento.

• Títulos de mestres e doutores obtidos nos cursos profissionais avaliados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) - reconhecidos pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) - terão validade nacional.

• O Capes terá prazo de 180 dias para regulamentar e disciplinar, por meio de portaria, a oferta, a avaliação e o acompanhamento dos programas de mestrado e doutorado profissional.