Porto Alegre

22ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Março de 2017

  • 09/01/2017
  • 15:13
  • Atualização: 15:14

Cidades da região metropolitana seguem sem água após temporal

Enxurrada elevou a turbidez e índices de barro no Rio do Sinos

Rio do Sinos no trecho do Carioca, em Sapucaia do Sul | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

Rio do Sinos no trecho do Carioca, em Sapucaia do Sul | Foto: Fernanda Bassôa / Especial / CP

  • Comentários
  • Fernanda Bassôa

As cidades de Esteio, Sapucaia do Sul, Nova Santa Rita e alguns bairros de Canoas ficaram sem abastecimento de água nesta segunda-feira em razão do desligamento do processo de captação na Estação de Tratamento de Água (ETA) de Esteio, da Corsan. A interrupção dos serviços foi necessária por conta da alta turbidez da água e dos elevados índices de barro no rio do Sinos em função das enxurradas que atingiram as cidades de Rolante e Riozinho na primeira semana de janeiro.

Moradora de Esteio, Dina Terezinha da Silva Vicente, 44 anos, disse que a situação está complicada em razão do longo período sem água. “Todas as previsões de retorno da água foram remarcadas pela Corsan e o povo fica na expectativa de normalização. Precisamos de dados corretos para que possamos fazer uma projeção. A alternativa é comprar água para beber e fazer comida. O pior é que muitos comerciantes estão aproveitando o momento de desespero das pessoas para cobrar valores absurdos por um galão de água”, destacou.  

A dona de casa, Andrea Baierle Vargas, 36 anos, que mora no bairro Nova Sapucaia, em Sapucaia do Sul, reclama que a Companhia podia ter avisado com antecedência do desligamento da ETA. “Domingo de manhã já não tinha uma gota de água na torneira. O mais complicado é ir ao banheiro e ficar sem banho. Se soubéssemos que ficaríamos tanto tempo sem água, teríamos nos prevenido com bacias e baldes, mas nada foi dito. Estamos racionando o que dá. Tremendo descaso com a população”, disse. 

A Corsan informou que em Esteio a turbidez continuava alta (em torno de 1.200 NTU) nesta segunda-feira, o que motivou a manutenção da interrupção da captação de água na ETA. As equipes da Companhia seguem realizando testes e análises visando reativar a Estação responsável pelo abastecimento de Esteio, Sapucaia do Sul e parte de Canoas.

Situação similar ocorre em Nova Santa Rita, que também trata água captada no Sinos. De acordo com esclarecimento da Corsan, a normalização do abastecimento nessas cidades depende da melhoria das condições da água do rio. Visto que a tendência é a turbidez reduzir com o passar do tempo, a expectativa é retomar o tratamento ao longo do dia, com regularização do fornecimento de água prevista para a noite de segunda-feira e manhã de terça. Caso a ETA de Esteio volte a funcionar, até que seja normalizado por completo o abastecimento, poderá ocorrer oscilações na pressão da água, e a normalização se dará gradualmente.

Nas cidades de Campo Bom, Sapiranga, Portão e Estância Velha, municípios que estão ligados à Estação de Tratamento de Água de Campo Bom, que voltou a funcionar no domingo, o abastecimento de água está em processo gradativo de normalização. A Corsan está disponibilizando caminhões-pipa para abastecer locais como postos de saúde e hospitais. 


TAGS » Temporal, Geral