Porto Alegre

20ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 24 de Setembro de 2017

  • 13/09/2017
  • 21:24
  • Atualização: 22:21

Sonda Cassini mergulha para seu “grand finale” em Saturno

Nave da Nasa será vaporizada após na atmosfera do planeta após 20 anos de viagem espacial

Sonda, que partiu da Terra há 20 anos, estuda Saturno | Foto: Nasa

Sonda, que partiu da Terra há 20 anos, estuda Saturno | Foto: Nasa

  • Comentários
  • Correio do Povo

A sonda que desvendou um sistema planetário dentro do Sistema Solar fará sua última manobra nesta sexta-feira. Vinte anos depois da sua decolagem, a sonda da Nasa, Cassini, vai mergulhar na atmosfera de Saturno e será vaporizada pelo calor e pressão. Será o que a agência especial definiu como “grand finale” da missão que descobriu os segredos de Saturno e identificou potenciais novos mundos onde a vida pode habitar.

Esses "mundos" na verdade são os satélites de Saturno, Enceladus e Titã. É exatamente para preservar esses possíveis santuários para a vida que Cassini será “sacrificada” numa bola de fogo derradeira. Com o combustível chegando ao fim, a sonda poderia ficar à deriva e colidir com um dos satélites, contaminando sua superfície.

Nas suas explorações de 13 anos, desde que chegou à órbita de Saturno, a Cassini “superou todas as expectativas e desempenhou melhor que qualquer sonho dos engenheiros”, exaltou o chefe da missão, Curt Niebur. A nave identificou geiseres de água que indicam um oceano interno em Enceladus e levou a sonda Huygens até Titã, onde foram confirmados e estudados os imensos lagos, oceanos e rios de hidrocarbonetos do satélite. Apesar das temperaturas gélidas, algum tipo de vida microbial pode estar por lá. Além desses dois, ajudou a definir nos mínimos detalhes outros 58 satélites que constituem as órbitas de Saturno e seus anéis.

Ah, sim, os anéis de Saturno foram percorridos quase metro a metro em alguns momentos. Numa última ousadia, a Cassini mudou de curso para circular por dentro da órbita do espetáculo de rocha e gelo que envolve o planeta, trazendo mais imagens incríveis para os cientistas analisarem.

Com suas fotos de alta definição, mostrou uma tempestade que circulou o planeta inteiro antes de ter seu fim. Os furacões terrestres são fichinha perto da atmosfera de Saturno. O misterioso hexágono em seu polo também recebeu atenção, com novas estruturas identificadas na imensa corrente de jato que cria o desenho geométrico no planeta.

Mundos com potencial habitável, estruturas gigantescas, ciência até então inimaginável. A Cassini será vaporizada na órbita de Saturno, mas suas descobertas estão imortalizadas na história.


TAGS » Ciência, Nasa, Saturno