Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de Abril de 2017

  • 19/03/2017
  • 13:02
  • Atualização: 13:15

Ação alerta para prevenção contra doenças renais e sobrepeso

Atividade foi aberta ao público e trouxe uma equipe multidisciplinar para atender os interessados

No Parcão, ação alerta para prevenção contra doenças renais e sobrepeso | Foto: Guilherme Testa

No Parcão, ação alerta para prevenção contra doenças renais e sobrepeso | Foto: Guilherme Testa

  • Comentários
  • Correio do Povo

A prevenção é a melhor arma contra as doenças renais, principalmente decorrentes da obesidade. Para alertar sobre o problema, o Hospital Moinhos de Vento (HMV) promoveu uma atividade aberta o público, entre 9h e 13h, no Parcão, em Porto Alegre. Uma equipe multidisciplinar da instituição foi mobilizada para atender o público. Houve medição de pressão arterial e do índice de massa corpórea; verificação da pressão arterial, circunferência abdominal, peso e altura; além do repasse de orientações preventivas no contexto da campanha da Sociedade Brasileira de Nefrologia no Dia Mundial do Rim, ocorrido no dia 9 deste mês, que fez um alerta a população em relação ao sobrepeso. O tema neste ano foi a “Doença Renal e Obesidade. Estilo de vida saudável para rins saudáveis”.

A enfermeira nefrologista Patrícia Funari Carvalho, do Centro de Diálise do HMV, destacou as “regras de ouro” da prevenção das doenças renais: praticar exercícios regularmente, não tomar medicamentos sem orientação médica sobretudo antiinflamatórios, controlar o açúcar no sangue, manter alimentação saudável, não fumar, evitar bebida alcoólica, monitorar pressão arterial e beber bastante água. Ela recomenda ainda as consultas médias regulares médico para avaliar a função renal através do exame de sangue. “Um único exame é suficiente para ver se tem um problema: é a creatinina. É um sinalizador da função renal”, explicou.

Foto: Guilherme Testa 

Ela advertiu que a obesidade traz o diabetes e a pressão alta que, por sua vez, acabam provocando doenças renais. “O diabetes e a pressão alta vão lesando os rins silenciosamente. As pessoas descobrem tardiamente que têm um problema renal”, ressaltou, reafirmando que “a prevenção é o melhor remédio com certeza”. Lembrou também a importância da redução do açúcar e do sal na alimentação. “Tudo em excesso é prejudicial”, observou a enfermeira nefrologista Patrícia Funari Carvalho.

A iniciativa do HMV acontece cinco dias depois do governo brasileiro ter assumido o compromisso, durante evento realizado da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde, de barrar o crescimento da obesidade na população adulta por meio de políticas de saúde e segurança alimentar e nutricional; reduzir o consumo regular de refrigerante e suco artificial em pelo menos 30% na população adulta; e ampliar em no mínimo 17,8% o percentual de adultos que consomem frutas e hortaliças regularmente. Conforme levantamento da Organização Mundial da Saúde, mais da metade da população brasileira está com sobrepeso e a obesidade já atinge a 20% das pessoas adultas.