Correio do Povo | Notícias | Profissionais de saúde anunciam greve em Canoas a partir de quarta

Porto Alegre, quarta-feira, 18 de Setembro de 2019

  • 29/11/2018
  • 22:36
  • Atualização: 22:48

Profissionais de saúde anunciam greve em Canoas a partir de quarta

Funcionários apontam atrasos salariais sucessivos em mais de uma instituição

Funcionários apontam atrasos salariais sucessivos em mais de uma instituição | Foto: Sindisaúde / Divulgação CP

Funcionários apontam atrasos salariais sucessivos em mais de uma instituição | Foto: Sindisaúde / Divulgação CP

  • Comentários
  • Felipe Samuel

Trabalhadores da saúde de Canoas decidiram entrar em greve após sucessivos atrasos salariais e de vales-transportes. A decisão foi anunciada em Assembleia na noite desta quinta-feira. Funcionários vinculados ao Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (Gamp) e ao Hospital Nossa Senhora das Graças prometem paralisação dos serviços a partir da próxima quarta-feira em diversos hospitais da cidade.

Representantes do Sindicato dos Profissionais de Enfermagem, Técnicos, Duchistas, Massagistas e Empregados em Hospitais e Casas de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul (Sindisaúde-RS) e mais três sindicatos confirmaram que os funcionários do setor de enfermagem (enfermeiros e técnicos), farmacêuticos e radiologistas, além de trabalhadores de nível médio e técnico em geral vão paralisar as atividades a partir das 8h.

Presidente do Sindisaúde, Arlindo Ritter explica que os atrasos nos repasses são frequentes, principalmente valores referentes a férias e multas por atrasos, além de não estarem pagando os valores das rescisões contratuais. "Sempre havia atraso nos vales-transportes. É uma situação crônica que vivemos desde 2016", salienta. Ritter ressalta que no mês passado, muitos enfermeiros receberam apenas parte do salário. "Há profissionais que ganharam apenas R$900 dos R$ 4 mil a que têm direito", observa.

Além do Gracinha, a greve ocorrerá também no Hospital Universitário, HPS, UPAs Rio Branco e Caçapava e CAPS - entidades geridas pelo Gamp. Os demais sindicatos que convocaram a assembleia foram o Sindicato dos Enfermeiros do RS (Sergs), Sindicato dos Farmacêuticos no Estado do RS (Sindifars) e Sindicato dos Técnicos, Tecnólogos e Auxiliares em Radiologia do Estado do Rio Grande do Sul (Sinttargs).


TAGS » Greve, Canoas