Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 25 de Maio de 2017

  • 17/02/2017
  • 11:16
  • Atualização: 11:41

Rodoviários podem fazer nova paralisação na segunda-feira

Protesto deve afetar linhas de ônibus da zona Sul de Porto Alegre

Rodoviários podem fazer nova paralisação na segunda-feira | Foto: Samuel Maciel

Rodoviários podem fazer nova paralisação na segunda-feira | Foto: Samuel Maciel

  • Comentários
  • Correio do Povo e Rádio Guaíba

Os rodoviários de Porto Alegre podem voltar a paralisar as atividades na segunda-feira e o movimento deve atingir linhas de ônibus da zona Sul da Capital. Em entrevista à Rádio Guaíba nesta sexta-feira, o vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre, Sandro Abade, anunciou que ocorrerão novos protestos se até o final da tarde os empresários não sinalizarem que vão retomar as negociações salariais. "Segunda-feira haverá novos protestos e desta vez na zona Sul", alertou.

Abade garantiu que não haverá mais paralisações hoje, mas explicou que a intenção do movimento é fazer com que a "classe patronal retome as negociações" e que apresente uma "proposta ao sindicato que possa ser levada aos colegas rodoviários".

Nesta sexta, funcionários de quatro empresas - Navegantes, Nortran, Sopal e VAP - cruzaram os braços e os ônibus de linhas que atendem a zona Leste e a zona Norte da Capital não saíram das garagens. A manifestação, que ocorreu entre 5h e 8h30min, afetou cerca de 140 mil passageiros, de acordo com a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC).

Desde o começo da semana, o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte (Stetpoa) ameaçava paralisar as atividades se não houvesse acordo com a patronal sobre reajuste salarial da categoria. Os rodoviários ficaram insatisfeitos com a contraproposta dos empresários.

Em reunião, os empresários disseram que se não houver aumento da tarifa, não haverá salários por alguns meses. O presidente Stetpoa, Adair da Silva, disse que a categoria precisa garantir o aumento e a manutenção dos cobradores no transporte coletivo.