Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 22 de Novembro de 2017

  • 13/11/2017
  • 13:04
  • Atualização: 13:20

Passa de 400 número de mortos em terremoto no Irã e no Iraque

Imprensa estatal do Irã relatou que mais de 6,6 mil pessoas ficaram feridas

Passa de 400 número de mortos em terremoto no Irã e no Iraque  | Foto: Shwan Mohamed / AFP / CP

Passa de 400 número de mortos em terremoto no Irã e no Iraque | Foto: Shwan Mohamed / AFP / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

Ao menos 402 pessoas morreram no terremoto que atingiu o Irã e o Iraque nesse domingo. Segundo informações da CNN, publicadas nesta segunda-feira, o tremor foi considerado o mais fatal de 2017, superando o do México, que tirou 369 vidas. 

A imprensa estatal do Irã relatou que 6.650 pessoas ficaram feridas por conta do terremoto que foi registrado na fronteira entre os dois países do Oriente Médio. Conforme a CNN, cerca de 145 tremores secundários foram sentidos horas depois. 

Em algumas áreas dos dois países foram registrados cortes de energia elétrica. O tremor também foi sentido no Sudeste da Turquia, perto da fronteira com Irã e Iraque. Na cidade de Diyarbakir, os habitantes saíram de suas casas durante o terremoto, mas retornaram pouco depois. Em 2003, um terremoto na cidade de Bam, província de Kerman matou 31 mil pessoas e a cidade ficou praticamente destruída.

Terremotos de 2013

Em abril de 2013, dois terremotos foram registrados no Irã, com poucos dias de intervalo, de magnitude 6,6 e 7,7, o mais forte no país desde 1957. Os tremores deixaram 40 mortos no Irã e um número similar no Paquistão.

Em junho de 1990, um terremoto de 7,4 graus no Irã, perto do mar Cáspio, deixou 40 mil mortos e mais de 300 mil feridos, além de meio milhão de desabrigados. Em poucos segundos, uma superfície de 2,1 mil quilômetros quadrados, onde ficavam 27 cidades e 1.871 vilarejos nas províncias de Ghilan e Zandjan, ficou devastada.