Porto Alegre

33ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

  • 06/12/2017
  • 17:11
  • Atualização: 17:21

Status de Jerusalém deve ser resolvido por negociações entre Israel e palestinos

Decisão foi feita pelo presidente americano Donald Trump nesta quarta-feira

Status de Jerusalém deve ser resolvido por negociações entre Israel e palestinos  | Foto: Stephanie Keith / Getty Images North America / AFP / CP

Status de Jerusalém deve ser resolvido por negociações entre Israel e palestinos | Foto: Stephanie Keith / Getty Images North America / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O secretário-geral da ONU, António Guterres, criticou implicitamente a decisão do presidente Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital de Israel nesta quarta-feira, advertindo que o status da cidade deve ser resolvido através de negociações diretas israelenses-palestinas.

"Desde o primeiro dia como secretário-geral das Nações Unidas, falo consistentemente contra medidas unilaterais que põem em perigo a perspectiva de paz para israelenses e palestinos", disse Guterres, imediatamente após o anúncio do líder norte-americano.

"Jerusalém é uma questão que deve ser resolvida através de negociações diretas entre as duas partes com base nas resoluções relevantes do Conselho de Segurança e da Assembléia Geral, levando em consideração as preocupações legítimas dos lados palestino e israelense", disse Guterres.

"Decisão irresponsável"

O governo turco qualificou nesta quarta-feira de irresponsável e ilegal o anúncio feito pelo presidente americano, Donald Trump, do reconhecimento pelos Estados Unidos de Jerusalém como capital de Israel. "Condenamos a irresponsável declaração da administração americana. A decisão vai contra a lei internacional e importantes resoluções das Nações Unidas", afirmou no Twitter o ministro turco das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu.