Porto Alegre

33ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

  • 07/12/2017
  • 16:52
  • Atualização: 17:10

Comitê Olímpico dos EUA rebate autoridade e reitera participação na Coreia do Sul

Embaixadora norte-americana fez declarações que colocaram em dúvida atuação do país nos Jogos

Jogos de 2018 serão sediados em Pyeongchang, na Coreia do Norte | Foto: Brad Barket / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP / CP

Jogos de 2018 serão sediados em Pyeongchang, na Coreia do Norte | Foto: Brad Barket / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O Comitê Olímpico dos Estados Unidos reiterou nesta quinta-feira a intenção de participar normalmente dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018, em Pyeongchang, na Coreia do Sul. A manifestação da entidade é uma resposta às declarações de Nikki Haley, embaixadora norte-americana nas Organizações das Nações Unidas (ONU), de que a participação do país estava em dúvida por causa da recente tensão entre as duas Coreias.

Nikki Haley fez as declarações em entrevista ao canal Fox News, na noite de quarta-feira, quando fazia referência aos últimos testes de mísseis nucleares feitos pela Coreia do Norte. A embaixadora demonstrou preocupação com a segurança dos atletas norte-americanos na vizinha Coreia do Sul.

Por conta deste temor, Nikki Haley afirmou que estava em dúvida a participação dos Estados Unidos nos Jogos de Inverno, em fevereiro do próximo ano. "É uma questão em aberto. Sei que há conversas sobre manter protegidos os cidadãos norte-americanos naquela região", declarou a embaixadora.

Horas depois das declarações dela, o Comitê Olímpico dos Estados Unidos se manifestou nesta quinta-feira e afirmou que não há qualquer dúvida sobre a participação norte-americana na Olimpíada. De acordo com o porta-voz da entidade, Mark Jones, não há qualquer discussão sobre este assunto tanto internamente quanto com o governo.

Uma eventual ausência dos Estados Unidos nos Jogos de Inverno traria grandes prejuízos para a competição. O país é mais tradicional e mais vencedor das Olimpíadas, tanto de verão quanto de inverno. Além disso, a Rússia já está oficialmente fora da competição por conta da punição aplicada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) ao país, nesta semana, em razão dos recorrentes casos de doping.