Porto Alegre

22ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 19 de Setembro de 2017

  • 20/03/2017
  • 15:30
  • Atualização: 15:40

Morre David Rockefeller, filantropo e último neto de John Rockefeller

Descendente de uma das maiores dinastias norte-americanas faleceu de ataque cardíaco aos 101 anos

Descendente de uma das maiores dinastias norte-americanas faleceu de ataque cardíaco aos 101 anos | Foto: Stephane de Sakutin / AFP / CP

Descendente de uma das maiores dinastias norte-americanas faleceu de ataque cardíaco aos 101 anos | Foto: Stephane de Sakutin / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

David Rockefeller, poderoso banqueiro, filantropo e último neto de John Rockefeller, fundador de uma das mais poderosas dinastias americanas, faleceu aos 101 anos nesta segunda-feira. Rockefeller morreu após sofrer um ataque cardíaco tranquilamente enquanto dormia, nesta segunda-feira, em sua residência em Pocantico Hills, em frente ao Hudson River, norte de Nova York, contou seu porta-voz Fraser Seitel em comunicado.

Sua residência, vizinha à casa de seu irmão Nelson, que foi vice-presidente dos Estados Unidos durante o governo de Gerald Ford, era uma das quatro moradias do multimilionário, cuja fortuna foi estimada em 3,3 bilhões de dólares na última pesquisa da revista Forbes publicada nesta segunda-feira.

Nascido no dia 12 de junho de 1915, Davod Rockefeller foi diretor por aproximadamente 35 anos, até os anos 1980, o Chase Manhattan Bank, que se convertou em JP Morgan Chase. Grande viajante, reuniu-se com mais de 200 chefes de Estado de cerca de 100 países, de acordo com sua biografia oficial. chase foi o primeiro banco a abrir escritórios na Rússia e na China continental.

David Rockefeller era uma das figuras do mundo de negócios mais conhecidas no planeta. Defendia a responsabilidade social das empresas, e estimulou o Chase Bank a desempenhar um papel importante para ajudar a cidade de Nova York a sair da crise fiscal que a arruinou nos anos 70.  Dois presidentes americanos, o democrata Jimmy Carter e o republicano Richard Nixon, o propuseram ser secretário do Tesouro, relembrou o jornal New York Times nessa segunda-feira. Ele recusou ambas ofertas.

Seguindo os passos de seu avô John, fundador da empresa petroleira Standard Oil, e do seu pai que também se chamava John, David Rockefeller foi um grande filantropo.  Ex-aluno de Harvard, em 1994 doou aproximadamente 25 milhões à universidade. Em 2005, no seu aniverário de 90 anos, prometeu doar anualmente 5 milhões de dólares ao Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMa).

Comprometeu-se também a desembolsar cifras ainda mais importantes após a sua morte, ao MoMa, à Universidade Rockefeller e Harvard - 100 milhões de dólares a cada ano -, segundo a revista Inside Philanthropy. "Ele foi ativo até o último minuto", ressaltou Seitel, que trabalhava com ele desde 1970. "Vivia cada dia ao máximo", disse.

Juntamente com a sua mulher Margaret, que faleceu em 1996, David Rockefeller teve seis filhos, 10 netos e 10 bisnetos. Porém, nenhum dos seus descendentes "alcançou ou sequer teve a pretensão de estar à sua altura", revelou o New York Times.