Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 25 de Abril de 2017

  • 20/04/2017
  • 18:56
  • Atualização: 20:43

Holande cita "natureza terrorista" de ataque contra policiais em Paris

Tiroteio em Champs-Elysées resultou na morte de um policial e do suspeito, além de dois policiais feridos

Tiroteio em Champs-Elysées resultou na morte de um policial e do suspeito, além de dois policiais feridos | Foto: Benjamin Cremel / AFP

Tiroteio em Champs-Elysées resultou na morte de um policial e do suspeito, além de dois policiais feridos | Foto: Benjamin Cremel / AFP

  • Comentários
  • AFP

O presidente François Hollande declarou na noite desta quinta-feira que as "pistas" sobre o ataque a policiais na Champs-Elysées, em Paris, "são de natureza terrorista", no momento em que a França se encontra em alerta

em razão da ameaça jihadista.

O chefe de Estado prometeu que as autoridades manterão "uma vigilância absoluta" para a eleição presidencial, cujo primeiro turno será disputado no próximo domingo. "Uma homenagem nacional será prestada" ao policial morto, disse Hollande.

O suspeito abriu fogo na avenida Champs-Elysées, no coração da capital francesa. A troca de tiros resultou em um policial morto e dois feridos, além da morte do próprio suspeito. Uma fonte da polícia afirma que o homem já era conhecido das autoridades.

O grupo terrorista Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque. Em um breve comunicado divulgado na internet pela agência de notícias Amaq, ligada à organização jihadista, os extremistas informaram que o autor dos disparos que mataram o policial foi "um dos combatentes do Estado Islâmico", identificado como "Abu Youssef, o belga".

Segundo a polícia francesa, o homem que assassinou o policial foi morto por agentes.