Porto Alegre

19ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 23 de Julho de 2017

  • 20/04/2017
  • 22:46
  • Atualização: 22:59

Atirador em Paris já tinha sido preso e era alvo de investigação antiterrorista

Homem já tinha sido condenado em 2005, por três tentativas de homicídio

Homem já tinha sido condenado em 2005, por três tentativas de homicídio | Foto: Lara Priolet / AFP / CP

Homem já tinha sido condenado em 2005, por três tentativas de homicídio | Foto: Lara Priolet / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

O homem que matou um policial e feriu outro em Paris antes de ser morto pelas forças de segurança, nesta quinta-feira, era alvo de uma investigação antiterrorista e esteve detido por tentativa de homicídio. Uma operação estava em curso na madrugada desta sexta-feira no subúrbio de Seine-et-Marne, onde morava o atirador de 39 anos e nacionalidade francesa.

Segundo as primeiras investigações, o atirador era o proprietário do carro utilizado no ataque, na avenida Champs Elysées. O atentado foi reivindicado em um comunicado pelo grupo jihadista Estado Islâmico. De acordo com as autoridades, o autor do ataque foi condenado - em fevereiro de 2005 - a quinze anos de prisão por três tentativas de homicídio.

Os crimes ocorreram após uma perseguição em 2001. O homem circulava armado em um automóvel roubado quando bateu em outro veículo, no qual estava um cadete da polícia. O homem fugiu caminhando e foi alcançado pelo motorista do veículo e seu irmão, o cadete, que acabaram feridos com disparos no tórax.

Dois dias depois, quando estava detido, feriu gravemente um policial após tomar sua arma na porta da cela.  A identidade do atirador é "conhecida e foi verificada", destacou o promotor François Molins, que omitiu o nome para não prejudicar as investigações em curso. A operação em andamento visa estabelecer "se há ou não cúmplices", revelou.