Correio do Povo | Notícias | Indonésia recupera destroços de avião que caiu com 189 pessoas

Porto Alegre, quarta-feira, 18 de Setembro de 2019

  • 02/11/2018
  • 08:09
  • Atualização: 08:24

Indonésia recupera destroços de avião que caiu com 189 pessoas

Autoridades já descartaram a possibilidade de encontrar sobreviventes

Destroços do avião foram encontrados | Foto: Bay Ismoyo / AFP / CP

Destroços do avião foram encontrados | Foto: Bay Ismoyo / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

As autoridades indonésias prosseguem com as operações para recuperar pedaços dos avião da Lion Air que caiu na segunda-feira com 189 pessoas a bordo, enquanto aguardam que uma das caixas-pretas revele informações sobre as causas do acidente. As equipes de busca trabalham desde segunda-feira no fundo do mar de Java, local da queda do Boeing 737 MAX 8 da companhia de baixo custo Lion Air. A aeronave estava em serviço há poucos meses.

Antes do acidente, o piloto solicitou autorização para retornar a Jacarta, de onde decolara alguns minutos antes. O avião seguia para Pangkal Pingang, localidade de trânsito para os turistas que visitam a ilha vizinha de Belitung. "Hoje vamos começar a mergulhar no local onde acreditamos que aconteceu a queda do avião", afirmou Isswarto, comandante da divisão de busca da Marinha indonésia. "Há muitos pedaços pequenos, rodas de avião, assentos. Todos estão em pedaços", completou.

Foto: Bay Ismoyo / AFP / CP

Os mergulhadores concentram as buscas em uma zona situada a entre 25 e 35 metros de profundidade, mas não encontram mais tantos pedaços de corpos como no início da semana. "Estão espalhados por todos os lados e alguns provavelmente foram arrastados pelas correntes", disse Isswarto. As autoridades, que descartaram a possibilidade de encontrar sobreviventes, anunciaram que já utilizaram 50 bolsas mortuárias para colocar pedaços de corpos, que devem passar por exames de DNA.

Na quinta-feira, as equipes de busca encontraram uma das duas caixas-pretas e parte do trem de pouso do avião. A recuperação da caixa-preta pode ajudar a explicar as causas da tragédia. Especialistas em aeronáutica consideram que 90% dos acidentes aéreos são explicados por estes dispositivos que registram os parâmetros de voo e as conversas entre os pilotos.

O Boeing 737 MAX 8 é um dos aviões civis mais recentes do mundo. Na quinta-feira aconteceu o funeral do primeiro passageiro. Mas as autoridades ainda precisam recuperar muitos corpos. Se conseguirem chegar à parte principal da cabine, os mergulhadores acreditam que podem encontrar os os cadáveres de passageiros ainda presos a seus assentos.