Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 19 de Setembro de 2017

  • 17/07/2017
  • 07:15
  • Atualização: 07:17

Preso custodiado pela BM do lado de fora de delegacia foge em Gravataí

Com a falta de vagas no sistema prisional, 270 pessoas aguardavam transferência para presídios neste domingo

  • Comentários
  • Daiane Vivatti / Rádio Guaíba

Sob a chuva, quatro policiais militares de Cachoeirinha custodiam 17 presos em duas viaturas da Brigada Militar (BM), do lado de fora da Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA) de Gravataí, na região Metropolitana. A situação é semelhante em outras cidades vizinhas e também em Porto Alegre. Com a falta de vagas no sistema prisional, na noite desse domingo, 270 pessoas estão aguardando transferência para presídios. O Centro de Triagem possui 72 vagas e o albergue no Instituto Pio Buck, 45. Os demais ficam em delegacias ou em viaturas.

A situação, segundo o comandante do 26ºBPM de Cachoeirinha, major Luciano Moritz facilita situações de fuga. Foi o que ocorreu na tarde de domingo, quando um jovem de 19 anos conseguiu fugir do local onde estava sendo custodiado, do lado de fora da DPPA de Gravataí, após ser preso por tentativo de roubo a um veículo. Essa é a segunda fuga que acontece no mesmo local em pouco mais de um mês. No início de junho, um preso que havia sido algemado à caçamba de uma viatura conseguiu se soltar do equipamento.

Quando não chegam a acessar as celas da DPPA, os suspeitos ficam sob a responsabilidade de quem efetuou a prisão, por isso os brigadianos são deslocados para fazer a custódia. “Enquanto isso nós temos pessoas pela cidade chamando pelo 190 e não podemos atender. Então é uma situação muito difícil, já que essa missão é nossa”, desabafou o comandante à Rádio Guaíba.

A Susepe explicou que transfere cerca de mil presos por mês das delegacias para os estabelecimentos prisionais, a partir da abertura de vagas surgidas pelas progressões de regimes. O déficit, atualmente, é de 11,6 mil vagas.