Porto Alegre

14ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, segunda-feira, 26 de Junho de 2017

  • 17/03/2017
  • 14:26
  • Atualização: 15:14

Sessenta cidades do RS têm zero homicídios na última década

Maioria dos municípios não chega a 5 mil habitantes

Sessenta cidades do RS têm zero homicídios na última década | Foto: Alina Souza

Sessenta cidades do RS têm zero homicídios na última década | Foto: Alina Souza

  • Comentários
  • Correio do Povo

Por Mauren Xavier, Jessica Hübler e Rodrigo Celente

Para quem está acostumado a ouvir diariamente informações sobre assassinatos pode ficar difícil imaginar como é viver em um município que não registrou nenhum caso em um ano. Agora, pense se for no período de uma década? Segundo levantamento com dados da SSP, 60 cidades gaúchas podem se orgulhar de não terem registrado nenhum homicídio entre 2007 e 2016. A maior parte são de municípios pequenos. Tanto que 52 das 60 cidades têm população inferior a 5 mil habitantes. A menor é Engenho Novo, com população de 1.367 habitantes, segundo a Famurs. Por outro lado, a com maior número de moradores é Augusto Pestana, com 7.117. Porém, o que mais têm em comum essas cidades?

Confira no mapa do RS o número de homicídios em cada cidade do Estado

Há 336 quilômetros de Porto Alegre, na região Norte do Estado, está o pequeno município de Água Santa. Localidade considerada tranquila, possui grande área de mata nativa preservada. Com população de 3.841 habitantes, sendo 95% descendentes de origem italiana, o município tem renda per capita de R$ 1.491,17, a terceira maior do Estado e a vigésima maior do país. Do outro lado, com 1.815 habitantes, Alto Alegre, na região do Alto da Serra do Botucaraí, teve há poucos dias o posto da Brigada Militar reativado, após mais de um ano fechado. Segundo o responsável, sargento Fernando Rodrigues de Lima, a cidade é tranquila e com população composta por agricultores. Se por um lado não houve homicídio nos últimos dez anos, são comuns os crimes de abigeato, furto de carga, som alto e os ligados ao trânsito.

De acordo com informações do portal da Brigada Militar, das 60 cidades que não registraram homicídios nos últimos 10 anos, 49 possuem postos da BM, mas pode ser que nem todos estejam operando. “É muito difícil explicar isso, mas são cidades menores, onde não há a presença do crime organizado, de facções, de grupos armados. São municípios que até podem ter acesso às drogas, mas não há disputa de territórios entre grupos. É preciso que se pense e se planeje a segurança pública levando em conta e mapeando isso”, reforça o sociólogo Rodrigo de Azevedo, especialista em

Análise Social da Violência e da Segurança Pública e pós-doutor em Criminologia. Para ele, esses 60 municípios exigem outro tipo de atuação dos órgãos de segurança, diferentemente da Capital ou da Região Metropolitana.