Porto Alegre

16ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de Junho de 2017

  • 14/11/2016
  • 12:21
  • Atualização: 12:37

CEEE pedirá reintegração de posse de área ocupada por MST

Cerca de 500 pessoas ligadas ao movimento estão no Horto Florestal Carola

CEEE vai pedir reintegração de posse de área ocupada por MST  | Foto: MST / Divulgação / CP

CEEE vai pedir reintegração de posse de área ocupada por MST | Foto: MST / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Mauren Xavier

A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) afirmou nesta segunda-feira que vai pedir à Justiça a reintegração de posse do Horto Florestal Carola, em Charqueadas, ocupado desde a madrugada de hoje por cerca de 500 pessoas ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). 

O MST informou que a ocupação busca pressionar o cumprimento de Termo de Compromisso assinado pela CEEE e pelo direção Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). O Incra mostrou interesse na comprar do terreno de 1.080 hectares com a finalidade de utilizá-lo para o assentamento de famílias acampadas no Rio Grande do Sul. 

Porém, para a compra do local, é necessário que a CEEE retire a vegetação existes e os tocos de árvores. A empresa também deveria remover embalagens com resíduos de Arseniato de Cobre Cromatado, uma vez que o produto é considerado tóxico. Esse composto é usado na Usina de Preservação de Madeira, que não funciona desde 2013.

De acordo com o MST, a CEEE tem interesse em desocupar o terreno, uma vez que não deve utilizá-lo para o florestamento de árvores visando a fabricação de postes. A área atualmente é apenas ocupada por funcionários de uma empresa de segurança. Segundo o integrante do MST, Laerte Lima, esta é a terceira vez que o movimento ocupa o terreno desde 2014. “Queremos que o acordo entre a CEEE e o Incra seja cumprido, e que a área seja destinada à reforma agrária para podermos produzir nossos alimentos”, disse. A ocupação é formada por famílias vindas de outros acampamentos localizados na região Metropolitana de Porto Alegre e Candiota.


TAGS » MST, Rural, CEEE