Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

  • 06/10/2017
  • 08:55
  • Atualização: 09:06

Rio Grande do Sul começa cobrar inadimplentes com Fundoleite

Secretaria da Agricultura divulgou que já notificou 130 empresas

Rio Grande do Sul começa cobrar inadimplentes com Fundoleite  | Foto: Luiz Chaves / Palácio Piratini / CP Memória

Rio Grande do Sul começa cobrar inadimplentes com Fundoleite | Foto: Luiz Chaves / Palácio Piratini / CP Memória

  • Comentários
  • Correio do Povo

O Rio Grande do Sul começou a cobrar as empresas que estão inadimplentes com o Fundo de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Leite (Fundoleite/RS). A informação, repassada pela Secretaria da Fazenda, foi divulgada nessa quinta-feira pelo secretário da Agricultura, Ernani Polo, que também é presidente do fundo. Ele revelou que 130 empresas foram notificadas e 30 já responderam à intimação. As outras 100 estão com prazos em andamento.

Segundo Polo, as empresas que não atenderem à notificação terão seus débitos incluídos na dívida ativa e posteriormente no Cadastro Informativo de Créditos não Quitados do Setor Público (Cadin). “Nós solicitamos, ainda em

2016, providências da Fazenda para a cobrança dos valores”, destacou o secretário.

O Fundoleite foi criado em 2013 e devia receber R$ 0,00085 por litro de leite beneficiado pela indústria. Seus recursos seriam destinados para o financiamento das atividades do Instituto Gaúcho do Leite (IGL), mas a contribuição foi questionada e o próprio setor votou pela extinção.

Os créditos vencidos que forem recuperados serão depositados na conta do fundo, mas a destinação dos recursos ainda é uma incógnita. “Não sabemos qual vai ser a destinação dos recursos que estão acumulados, estamos aguardando as sugestões do setor para fazer o repasse”, concluiu Polo.